Mostra Sesc de Cinema – Etapa Rio de Janeiro

Print

Dezesseis curtas-metragens e três longas-metragens serão exibidos de 20 a 23 de junho, sempre a partir das 18h, no Espaço Cultural Escola Sesc (Av. Ayrton Senna, 5.677, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro). As sessões são gratuitas e abertas ao público. Ao final de cada sessão, um bate-papo com os realizadores.

No dia 27 de junho, a partir das 18h, haverá sessão com os filmes indicados para a Etapa Nacional, seguida de cerimônia de premiação dos destaques.

Confira a programação e aproveite este momento para conhecer novas cinematografias.

 

Dia 20 de junho | terça-feira | 18h

Cidade Olímpica
Ficção de Wagner Novais
No processo de seleção para um trabalho nos Jogos Olímpicos, o entrevistador mostra imagens de pichações aos dois entrevistados, despertando reações e um desfecho imprevisível. O curta-metragem é uma crítica que envolve liberdade de expressão dentro de uma Cidade Olímpica e nada maravilhosa.
Duração: 7 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2016

Artigo 6º
Documentário de Vitor Kruter
Um pequeno retrato da vida dos moradores da ocupação conhecida como IBGE, localizada aos pés do morro da Mangueira na zona norte do Rio de Janeiro.
Duração: 20 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2015

Contagem regressiva
Documentário de Luis Carlos de Alencar
“Uma voz é fraca pra gritar
Quando se encontra sozinha. Só o encontro e o confronto.
Desativam a bomba relógio
Em contagem regressiva.
Coletiva, uma nova construção
Pode ser erguida”
A cidade do Rio de Janeiro foi dilacerada pela realização dos megaeventos. Durante a preparação para os Jogos Olímpicos, toda a histórica tradição de violência de Estado se intensificou na Cidade Maravilhosa: desde o anúncio da escolha da cidade como sede olímpica, em 2009, somente na capital, 77.206 pessoas foram removidas de suas casas, a prefeitura usou a mão pesada da guarda municipal para perseguir camelôs, ônibus que saiam de comunidades populares rumo às praias da Zona Sul tiveram linhas extintas, e crianças e jovens negros revistados em blitze policiais eram levados para a delegacia.
Duração: 93 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2016

Aspirina para dor de cabeça
Ficção de Philippe Bastos
Envolvido pelo clima sombrio e impactante do último capítulo de uma radionovela, Alberto Limonta tenta descobrir os mistérios por trás da morte de sua esposa. Logo ele acabará descobrindo que a realidade pode ser mais cruel que a pior das dores de cabeça.
Duração: 15 min | Classificação indicativa: 10 anos | Ano de produção: 2015

Aspirina para dor de cabeça

Aspirina para dor de cabeça

 

Dia 21 de junho | quarta-feira | 18h

Do meu lado
Ficção de Tarcísio Lara Puiati
As vidas de duas vizinhas, uma umbandista e uma protestante, começam a se cruzar quando uma infiltração abre um buraco na parede que divide suas casas.
Duração: 14 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2014

Crônica da demolição
Documentário de Eduardo Ades
No Centro do Rio de Janeiro, uma praça vazia com um chafariz seco e um estacionamento subterrâneo. Há 40 anos, ali ficava o Palácio Monroe, antiga sede do Senado Federal. Uma história de sabres e leões, militares e arquitetos, passado e futuro.
Duração: 90 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2015

Voltando para casa
Ficção de Thiago Kistenmacker
Letícia e Fernando vivem oprimidos pelo pai extremamente religioso e conservador. A descoberta da homossexualidade de Fernando pelo pai piora drasticamente o ambiente já opressor. Em meio às relações turbulentas, Letícia busca desenvolver sua primeira coreografia de balé contemporâneo, contando com o apoio do irmão. Na dança, ela encontra liberdade, mas, em casa, o pavor está à espreita.
Duração: 29 min | Classificação indicativa: 16 anos | Ano de produção: 2014

Voltando para casa

Voltando para casa

 

Dia 22 de junho | quinta-feira | 18h

Tem alguém feliz em algum lugar
Ficção de Alvaro Furloni e Mário Furloni
Miguel é um jovem deficiente auditivo. Elisa é uma mulher solitária, que mora no edifício em que Miguel trabalha. Um dia, Miguel encontra uma porta aberta e decide entrar.
Duração: 19 min | Classificação indicativa: 14 anos | Ano de produção: 2015

Marcel
Ficção de Emanuel Orengo
Marcel, 62 anos, é fotógrafo e deficiente visual. Trabalha com nudez artística em suas fotos. Entre a solidão e a sensibilidade excessiva em que vive, precisa produzir uma nova exposição em curto prazo. Por descuido, arruína parte de seu ensaio fotográfico e precisa refazê-lo. A contragosto, uma pessoa desconhecida surge em seu estúdio e Marcel precisa lidar com essa nova situação.
Duração: 15 min | Classificação indicativa: 14 anos | Ano de produção: 2016

Autopsia
Documentário de Mariana Barreiros
O filme é uma inspeção de como a cultura e a mídia são responsáveis pela objetificação e desumanização da mulher e, portanto, pela violência contra a mesma.
Duração: 7 min | Classificação indicativa: 14 anos | Ano de produção: 2016

Tudo vai ficar da cor que você quiser
Documentário de Letícia Simões
Uma apresentação do escritor, músico e artista plástico Rodrigo de Souza Leão. O filme se utiliza de material de arquivo inédito, videoclipes com as músicas de Rodrigo e videoartes a partir dos poemas escritos pelo autor e nunca publicados. Aos 23 anos, Rodrigo foi diagnosticado com esquizofrenia e criou todo seu trabalho dentro de casa. O filme conta ainda com a participação de entrevistados que efetivamente conheceram o artista, como o poeta Leonardo Gandolfi, a escritora Suzana Vargas e a artista plástica Julia Debasse.
Duração: 71 min | Classificação indicativa: 10 anos | Ano de produção: 2014

Canto da sombra
Ficção de Thiago Kistenmacker
Jaque é uma cantora e compositora independente que recebe o apoio incondicional de sua namorada. Ela atrai a atenção de um produtor abusivo e trabalha por um ano em seu selo. Descartada de súbito, sua vida entra em crise paralelamente ao seu relacionamento afetivo. A artista se revela disposta a sacrificar tudo o que for preciso para conquistar o que deseja.
Duração: 24 min | Classificação indicativa: 16 anos | Ano de produção: 2016

Tudo vai ficar da cor que você quiser

 

Dia 23 de junho | sexta-feira | 18h

Janela
Ficção de Gabriel Medeiros e Rafael Spínola
Quando Zulma ouviu o primeiro barulho, Mariano estava procurando nas pilhas de discos, tinha uma sonata de Beethoven que não escutara naquele verão.
Duração: 19 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2016

Lambari
Documentário de Rodrigo Freitas
Lambari é um documentário de imersão sobre os impactos afetivos provocados pela lama da Samarco Mineradora S.A. – controlada pela Vale S.A e BH Billiton – em moradores de Barra Longa, um dos municípios mineiros mais afetados pelo rompimento da barragem em Bento Rodrigues. Por quatro dias, a equipe documentou o cotidiano de moradores do maior desastre ambiental do gênero da história mundial dos últimos 100 anos, tendo como dispositivo a morada e intimidade do pescador João de Freitas.
Duração: 15 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2016

Noite escura de São Nunca
Ficção de Samuel Lobo
Certas noites nunca amanhecem.
Duração: 22 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2015

Les vidéos du Jorge
Documentário de Tetsuya Maruyama
A montagem está dentro do espaço diegético, no qual paisagem sonora e visual se acumulam em camadas e se torna uma só. O filme em si mostra a passagem de tempo, que funciona como xerox de tempo, em que a profundidade sonora e visual se torna cada vez mais ilegível e longe da qualidade original. Este trabalho tem caráter de anticinema, em que a descoberta de instrumento de ampliação é invertida, mas, ao mesmo tempo, o processo é invertido em pós-produção, que revela o objeto de interesse de dois personagens. O processo mostra Jorge e o ato de escolher frames que se interesse mais de acordo com a estética dele. Quem será a voz over nesse trabalho? A ideia da voz over é a informação sonora que vem fora do quadro, mas, nesse trabalho, a voz over seria da terceira pessoa além de dois personagens dentro do quadramento, que é Jimi Hendrix.
Duração: 23 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2016

Alfredinho
Documentário de Vitor Souza Lima, Marcelo Santos e Venâncio Batalhone
Uma noite em Copacabana com Alfredinho.
Duração: 17 min | Classificação indicativa: 10 anos | Ano de produção: 2015

32 dentes
Ficção de Davi Kolb
A felicidade também é inevitável.
Duração: 19 min | Classificação indicativa: 10 anos | Ano de produção: 2015

Não me prometa nada
Ficção de Eva Randolph
Rio de Janeiro, Brasil. Hua e Ayon, um casal de primos chineses, se apaixona secretamente. Até o dia em que Ayon recebe uma passagem de volta e tudo muda. As ruas da Tijuca se transformam para o Ano novo Chinês enquanto o Rio de Janeiro se prepara para as Olimpíadas.
Duração: 21 min | Classificação indicativa: livre | Ano de produção: 2016

Janela

Janela

 

Dia 27 de junho | terça-feira | 18h

Exibição dos filmes indicados para concorrer na Mostra Nacional
Cerimônia de premiação

Assista à vinheta da Mostra Sesc de Cinema

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

VII Concurso Jovens Dramaturgos – Inscrições Prorrogadas

jovens dramaturgos prorrogadas
Se você tem entre 15 e 27 anos e adora escrever, aqui tem lugar pro seu talento.
As inscrições para o VII Concurso Jovens Dramaturgos foram prorrogadas até o dia 22 de maio de 2017.
Publicado em Jovens Dramaturgos, Uncategorized

Programação de Espetáculos – Palco Giratório 2017

Captura de Tela 2017-05-04 às 17.58.43

A Revista Clube de Espectadores com a sinopse de todos os espetáculos pode ser baixada no link: http://bit.ly/2pdO92J.

Compartilhe cultura com seus amigos, venha prestigiar as Artes Cênicas na Escola Sesc de Ensino Médio!

#palco20anos

 

 

Publicado em Palco Giratório, Uncategorized

Oficinas – Palco Giratório 2017

As oficinas abaixo já estão com as vagas esgotadas no Palco Giratório 2017:
 
Formação em Teatro do Oprimido
 
Teatro Documentário – Nem tudo é ficção
 
Corpo Abismo – práticas de presença
 
Vivência com a Tribo de Atuadores Oi Nóis Aqui Traveiz
 
Oficina Texto, Pretexto e Hipertexto: escritas da cena contemporânea
 
Oficina A Cidade como Dramaturgia
 
Oficina de Dança
 
No entanto, você pode ler mais sobre outras oficinas oferecidas, além de saber o passo-a-passo para fazer a inscrição, no link: http://bit.ly/2oR6bXt. 
Publicado em Uncategorized

Inscrições para Oficinas – Palco Giratório 2017

O Palco Giratório acontece durante o mês de maio no Espaço Cultural Escola Sesc e, além dos espetáculos, várias oficinas estão sendo ofertadas, gratuitamente, para você.

As inscrições devem ser feitas enviando um e-mail para espacoculturalescolasesc@gmail.com, mencionando as oficinas que você escolheu em ordem de preferência.

Oficina de Formação em Teatro do Oprimido

Ministrante: GESTO – Grupo de Estudos em Teatro do Oprimido

20 vagas

Datas: 6, 13, 20 e 27/5

Horário: 10h às 19h (com parada de 1h para o almoço)

O Teatro do Oprimido parte do princípio de que todos os seres humanos fazem teatro inconscientemente em suas ações cotidianas. Tomar consciência deste potencial teatral é um dos caminhos para que o oprimido possa fazer valer seus direitos. A proposta essencial do método é democratizar os meios de produção cultural para que o oprimido possa, através da sua própria estética, enxergar a realidade opressora em que está inserido e assim poder transformá-la a partir de seu ponto de vista. O Teatro do Oprimido é para todos e todas que não somente querem viver em sociedade, mas que desejam transformá-la num lugar melhor para todos.

A oficina será um percurso prático-teórico de formação básica na metodologia do Teatro do Oprimido, criado por Augusto Boal. O programa é composto por aplicação de exercícios, jogos e técnicas teatrais. Também compõe a oficina embasamento teórico sobre o método e estudos de casos.

Oficina Texto, pretexto e hipertexto: escrituras da cena contemporânea

3/05

13h – 18h

Ministrante: Pedro Kosovski

Nº de Vaga:20

A oficina compartilhará com os participantes os procedimentos de criação desenvolvidos pelo autor com destaque aos dispositivos hipertextuais. Por hipertextualidade pode-se compreender que contemporaneamente um texto compõe-se a partir da absorção e da transformação em muitos outros textos. A proposta aqui é debater com os participantes essas questões e experimentar exercícios de dramaturgia elaborados pelo autor.

Oficina AULA – ESPETÁCULO

4/05

15:30 – 18:30

Ministrantes: Hugo Possolo e Raul Barretto

Nº de Vaga: 20

A Aula Espetáculo é uma demonstração do processo de trabalho dos Parlapatões. Seu objetivo é revelar o enfoque que o grupo dá a utilização das técnicas circenses e dos elementos do teatro de rua para a elaboração de seus espetáculos. Apresentam alguns trechos de espetáculos do grupo e, partir deles, demonstram os métodos de ensaio. Em seguida, fazem o levantamento das questões teóricas que fundamentam a linha de trabalho do grupo.

Oficina Vivência com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz

8/05

15h30 – 18h30

Ministrantes: Paulo Flores; Tânia Farias

Nº de Vaga: 15

O workshop Vivência com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz consiste em um encontro coordenado pelos atuadores do grupo, que investiga o movimento e a voz para a ampliação do corpo do ator e a ocupação do espaço teatral. A ênfase é colocada na corporalidade do ator (como forma de perceber o próprio corpo) e na contracenação (para perceber o outro). A vivência vai intensificar a dinâmica teatral do corpo, através de exercícios de desinibição, sensibilização, musicalidade, expressividade e coordenação rítmica, aliados a jogos de inter-relacionamento dramático.

Oficina “Exílio em Cena”

11/05 e 12/05

15:30 – 18:30

Ministrantes: Camille Carvalho e Renata Kaiser

Nº de Vaga:15

Os participantes terão a oportunidade de vivenciar um pouco de como o grupo criou o espetáculo. a partir de fragmentos de depoimentos de exilados políticos brasileiros, serão aplicados os procedimentos de criação cênica utilizados em “Nuestra Senhora de las Nuvens”, em especial do teatro épico/dialético. Durante esse período muito valioso para nós, propomos uma oficina com duração de 4h, para fazermos uma troca com os participantes; relatando brevemente as principais diretrizes que encaminham o processo de construção do espetáculo “Nuestra Senhora de las Nuvens”. Em seguida, lemos um trecho do texto de Arístides Vargas (autor da obra original) e fazemos um estudo das possibilidades de interpretação e direção da cena a partir das diretrizes estabelecidas. Para esse estudo, utilizaremos josgos teatrais com o objetivo de despertar o interesse e a disponibilidade para o jogo e a cena. O público alvo são profissionais do teatro, estudantes de artes cênicas e público em geral.

Oficina TEATRO DOCUMENTÁRIO – Nem tudo é ficção

15/05

13:30 – 16:30

Ministrantes: Luiz Antônio Sena Jr.

Nº de Vaga: 15

Com base nos princípios de viewpoints, técnicas de improvisação e estratégias de interação com o público, esta oficina trabalhará a criação de cenas onde o universo real e o campo ficcional são tensionados em planos e tempos tendo seu limite borrado. A partir de uma estrutura de jogo onde participantes dialogam com objetos e desenhos expostos na sala (exemplo: mala – depoimento em terceira pessoa, porta – confissão sem palavras, janela – o ponto de vista sobre a história de terceiros, interrogação – indagações sobre si, cruz – histórias enterradas, banco – a trilha sonora que suspende o tempo), são compartilhadas histórias, genuinamente biográficas. Diante disto, o material passa a ser editado (excluindo, inserindo, mesclando e transformando trechos), misturando e ficcionando as narrativas, onde o limite entre a verdade e a mentira é dissolvido. Para tanto, no primeiro momento, as funções de atuação, dramaturgia e direção são diluídas, para em seguida se reestabelecerem durante a edição, evocando, assim, uma cena coletiva e colaborativa, que aponta uma interpretação mais apropriada do discurso exposto em cena, apostando nas escolhas criativas feitas pelos próprios participantes de modo a validar o corpo coletivo em lugar do indivíduo.

Oficina A Cidade como Dramaturgia

16/05

13h – 18h

Ministrantes: André Carreira e Lara Matos

Nº de Vaga:15

A experiência de criação na cidade, com foco no trabalho do ator e do diretor. Ler a cidade como texto, tendo em vista um projeto de ocupação do espaço público.

Oficina de dança

22/05

15:30 – 18:30

Ministrantes: Alexandre Américo

Nº de Vaga:15

Promove o desenvolvimento de “pistas” para a criação em dança por meio da hibridez oriunda das técnicas corporais experimentadas pelo bailarino, bem como a reflexão sobre a importância da improvisação enquanto treino, meio e finalidade cênico-artística. Além do mais, pretende, por meio de jogos cênicos e roteirização, compartilhar o modo peculiar de se mover desenvolvido ao longo de três anos de pesquisa proveniente da Epilepsia Mioclônica Junvenil. .

Oficina Corpo Abismo – práticas de presença

29/05

15:30 – 18:30

Ministrantes: Maikon K

Nº de Vaga:20

Pesquisaremos de forma prática modos de ampliar a percepção e ativar estados corporais extra cotidianos. Por meio de diferentes propostas – como expansão físico-energética, meditações, práticas respiratórias e vocais, uso de imagens e textos – buscaremos estimular e perceber como o corpo pode transitar por diferentes estados de presença, criando novas relações com o tempo e o espaço. Como tornar o corpo mais poroso, potente e aberto a possibilidades, em busca de uma linguagem que diga respeito à individualidade de cada performer. Será uma breve jornada que percorreremos juntos, com o objetivo de investigar nosso sistema mente-corpo em ação performática.

pagina 22

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Revista Clube de Espectadores – Maio de 2017

A edição online da Revista Clube de Espectadores do mês de maio, com a programação do Palco Giratório 2017, já está disponível para você se organizar e não perder nenhum espetáculo.

O download pode ser feito pelo link: Revista Clube de Espectadores – Maio – 2017.

Captura de Tela 2017-04-19 às 18.14.10.png

Publicado em Uncategorized

Inscrições encerradas para os seguintes cursos do Projeto Uzina

Atenção! Inscrições encerradas para os seguintes cursos do Projeto Uzina:

Acordeon I
Trompete I/Trombone I
Teatro musical I e II
Desenho e ilustração
Canto I e Canto II
Interpretação teatral I
Interpretação teatral II
Percussão II
Violino Violoncelo II
Circo – Palhaçaria e Malabares

Amanhã, 7 de abril, é o último dia das inscrições, que acontecem das 10h às 12h e das 14h às 17h, no foyer do Teatro do nosso Espaço Cultural.

Publicado em Uncategorized