Programação Festival Palco Giratório 2016

O VIII Festival Palco Giratório Jacarepaguá/Brasil acontece até o dia 02 de junho de 2016 e conta com atividades gratuitas, oferecidas por companhias teatrais de diversas cidades brasileiras. O projeto é uma ação do Espaço Cultural Escola Sesc que visa integrar a programação aos novos artistas, além de procurar fazer com que esse festival tão grandioso em termos de durabilidade e qualidade seja uma oferta para Jacarepaguá de manifestações culturais de outras cidades do Brasil e de outros países.

PROGRAMAÇÃO:

 

 

23/05/2016 – Segunda-feira
Espetáculo: Manotas Musicais
Circo – Grupo Trampulim – Belo Horizonte (MG)
Horário: 19:30
Local: Palco
Duração: 75 Minutos
Capacidade: 600
Classificação Etária: Livre


Sinopse: Manotas Musicais nasce do uso da música como ferramenta de jogo para o palhaço. Com um repertório eclético, jogos musicais e gags tradicionais de palhaço, Benedita e Sabonete conduzem o espetáculo a um momento surpreendente: o público, sob a regência desses palhaços-maestros, se transforma numa grande orquestra musical. Uma jornada recheada de humor, diversão e surpresas.

 

Oficina ” Introdução à técnica de manipulação direta, e técnicas corporais complementares aplicadas ao teatro de animação.”

ESTA OFICINA OCORRE EM DUAS ETAPAS. OS INTERESSADOS DEVERÃO PARTICIPAR NO DIA 23 E NO DIA 24.
Cia. Pivete de Arte – Belo Horizonte (MG)
Trajetória: Fundada em 1996, em Curitiba, a cia usa a linguagem da cultura pop, do cinema, dos quadrinhos e do bunrako japonês como referência, levando aos palcos temas relacionados à arte urbana e a estéticas realistas.
Horário: 9h às 13h
Local: Teatro
Número de vagas: 15
Público-alvo: Artistas e interessados em aprimoramento técnico na arte do teatro de animação acima de 10 anos.
Carga Horária: 4h
Ministrante: Pivete Cia. de Arte
Sinopse: A proposta desta oficina é instigar o conhecimento e o estudo de técnicas para a manipulação direta na arte do teatro de animação a partir das propostas experimentadas pela Pivete Cia. de Arte.
Inscrições: Solicitar a ficha de inscrição através do e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com

 

24/05/2016 – Terça-feira

Intercâmbio entre o Grupo Trampulim (MG) e Circo Dux (RJ)
Atividade exclusiva para os grupos participantes.

 

Oficina ” Introdução à técnica de manipulação direta e técnicas corporais complementares aplicadas ao teatro de animação.”

ESTA OFICINA OCORRE EM DUAS ETAPAS. OS INTERESSADOS DEVERÃO PARTICIPAR NO DIA 23 E NO DIA 24.
Grupo Trampulim – Belo Horizonte (MG)
Trajetória: Fundada em 1996, em Curitiba, a cia usa a linguagem da cultura pop, do cinema, dos quadrinhos e do bunrako japonês como referência, levando aos palcos temas relacionados à arte urbana e a estéticas realistas.
Horário: 9h às 13h
Local: Teatro
Número de vagas: 15
Público-alvo: Artistas e interessados em aprimoramento técnico na arte do teatro de animação acima de 10 anos.
Carga Horária: 4h
Ministrante: Pivete Cia. de Arte
Sinopse: A proposta desta oficina é instigar o conhecimento e o estudo de técnicas para a manipulação direta na arte do teatro de animação a partir das propostas experimentadas pela Pivete Cia. de Arte.
Inscrições: Solicitar a ficha de inscrição através do e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com

 
Espetáculo: Adaptação
Teatro adulto – Teatro de Açúcar – Brasília (DF)
Horário: 19:30
Local: Palco
Duração: 60 Minutos
Capacidade: 100
Classificação Etária: 10 anos


Sinopse: O espetáculo conta a história de personagens em um momento de adaptação como meio de sobrevivência: um diretor teatral frustrado que não consegue sair de uma crise criativa e decide mudar de profissão; uma atriz recém-chegada à cidade grande que precisa se acostumar à solidão do novo estilo de vida; uma transexual que adaptou seu corpo para poder seguir vivendo nele; um dinossauro que não sabe se sobreviverá às adaptações da espécie. Todos estão unidos por um drama em comum: o medo de morrer, se transformar, deixar de existir, como se alguém escrevesse ou adaptasse suas histórias, recriando, agregando e, o mais temível, eliminando personagens.

 

25/05/2016 – Quarta-feira
Espetáculo: O Rato
Teatro de animação – Pivete Cia. de Arte – Curitiba (PR)
Horário: 15h e 16h
Local: Biblioteca
Duração: 40 minutos
Capacidade: 25
Classificação Etária: 7 anos

Sinopse: Em um prédio antigo da cidade de Curitiba, um bebê e um rato compartilham uma barra de chocolate. Uma trama tecida no confronto entre o grotesco e o sublime, representados na relação entre o rato e o bebê. A narrativa remete à lógica dos contos de fadas clássicos, com personagens assustadores de um lado e a virtude representada pela vulnerabilidade a ser superada do outro. A peça inverte o sentido óbvio da moral das fábulas para que o espectador não tenha compaixão, mas compreenda o sentido e a necessidade da tolerância. O roteiro é inspirado em uma situação corriqueira e complexa no mundo contemporâneo: crianças em situação de perigo por descuido dos pais.

 

Espetáculo: O Braile, uma dança às cegas
Cia PeQuod (RJ)
Horário: 19h30
Local:Palco
Duração: 20 minutos
Capacidade: 600 lugares
Classificação Etária: 14 anos


Sinopse: A ideia por trás de “O Braile, uma dança às cegas”, coreografia inédita dirigida por Duda Paiva, surge da potente experiência que a Cia PeQuod teve ao convidar renomados coreógrafos cariocas para criarem quadros que só um boneco poderia executar, assim nasceu PEH QUO DEUX, mais recente espetáculo da PeQuod. Ao conjugar o teatro de animação e a dança contemporânea, PEH QUO DEUX apostou no cruzamento de linguagens e marcou uma nova etapa de investigação do movimento humano, largamente estudado pela PeQuod. As partituras construídas extrapolam os limites do movimento humano e o espetáculo, composto por quadros, destaca-se pela precisa movimentação técnica dos manipuladores, revelando muitas camadas deste pas-de-deux entre a dança e o teatro de animação, inspirado pela literatura.

 

26/05/2016 – Quinta-feira
Intercâmbio entre a Pivete Cia de Arte (PR) e a Cia PeQuod (RJ)
Atividade exclusiva para os integrantes dos grupos.

 

Espetáculo Convidado: Ocupa Árvore
Palestra Performance- Flávia Meireles(RJ)
Horário: 19:30
Local: Palco
Duração: 60 Minutos
Capacidade:100 lugares
Classificação Etária: Livre


Sinopse: Através de uma palestra/performance recrio o evento conhecido como Ocupa Árvore, onde o indígena Urutau Guajajara permaneceu 26 horas no topo da árvore resistindo ao despejo ilegal da Aldeia Maracanã – ao lado do estádio Maracanã – pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro em 2013. Reconto, articulando palavras, imagens e gestos, um conjunto de experiências que tangenciam assuntos como remoções, táticas de resistência, circulações territoriais e subjetivas. Tangenciam, também, um modo de existência: o indígena urbano como urgência em reelaborar outra relação com o mundo e o Ocupa Árvore como ato performativo limítrofe entre arte e vida.

 

27/05/2016 – Sexta-feira
Intervenção Experimentos Gramíneos
Grupo Maicyra Leão – Sergipe (SE)
Horário: 14h
Local: Gardênia Azul
Duração: Aproximadamente 2 horas
Classificação etária: Livre
Sinopse: Vestida com uma roupa construída a partir de pedaços de grama artificial, a performer desloca-se por ruas de intensa circulação de pessoas, com um regador de água, realizando um trajeto modelado pela interação com o público passante. A performance parte de um estímulo inicial bem simples, dialogando com elementos da cultura popular e pop, e alcança espaços subjetivos inusitados, ganhando intensidade por meio do atravessamento transversal conquistado pelo contato.

 

Espetáculo: Dúplice
Dança- Rodrigo Cruz e Rodrigo Cunha – Goiânia (GO)
Horário: 19:30
Local: Palco
Duração: 55 Minutos
Capacidade: 600 lugares
Classificação Etária: Livre


Sinopse: A cena bruta, a lida, a luta. Do encontro de um bailarino-ator com um ator-bailarino surgem dois mercadores vendendo a mesma cena, dois artistas cênicos representando uma mesma mercadoria, dois pólos antagônicos e interdependentes. Com parco aparato tecnológico, a trama se desvela sustentada pela cumplicidade e o diálogo corporal, num jogo físico e rítmico, cênico e sonoro, alternando sons e silêncios, movimentos e pausas, ininterruptamente. Duas pessoas distintas, dois únicos. Frente a frente, lado a lado, ora duo ora duelo. Um e outro, você e outro você, você e você mesmo. Dobrado, fingido, forjado.

 

28/05/2016 – Sábado
Intervenção Experimentos Gramíneos
Grupo Maicyra Leão – Sergipe (SE)
Horário: 14h
Local: Cidade de Deus
Duração: Aproximadamente 2 horas
Classificação etária: Livre
Sinopse: Vestida com uma roupa construída a partir de pedaços de grama artificial, a performer desloca-se por ruas de intensa circulação de pessoas, com um regador de água, realizando um trajeto modelado pela interação com o público passante. A performance parte de um estímulo inicial bem simples, dialogando com elementos da cultura popular e pop, e alcança espaços subjetivos inusitados, ganhando intensidade por meio do atravessamento transversal conquistado pelo contato.
Intercâmbio entre Rodrigo Cruz, Rodrigo Cunha (Dúplice – GO) e Flávia Meireles (Ocupa Árvore – RJ)
Atividade exclusiva para os integrantes dos grupos.
Espetáculo Convidado: 3 dias ou menos
Cia Sala Escura de Teatro (RJ)
Horário: 17h e 19h30
Local: Palco
Duração: 70 Minutos
Capacidade: 100 lugares
Classificação Etária: 14 anos


Sinopse: Um homem bate à porta de sua vizinha. Ele, um doente terminal. Ela, uma mulher ameaçada pelo ex. Desejos em comum: uma arma. O encontro inusitado deste casal é o ponto de partida desse suspense que apresenta um prédio e cinco vizinhos que têm a vida modificada depois da chegada dessa arma no local.

 

29/05/2016 – Domingo
Não haverá programação nesse dia.
30/05/2016 – Segunda-feira
Espetáculo: A projetista
Dança – Dudude (artista/intérprete) – Belo Horizonte (MG)
Horário: 19:30
Local: Palco
Duração: 70 Minutos
Capacidade: 600 lugares
Classificação Etária: 12 anos


Sinopse: Em um projeto não existe nada além de um enorme espaço vazio a ser ocupado. Sua nutrição é a vontade, o desejo de existir, de voar. A Projetista transita por terrenos áridos, secos, desnutridos, muito rasos. Todos repletos e plenos de possibilidades de construção, onde só a imaginação alcança. Ela se utiliza do nada para preencher o vazio do mundo, projetando-se no espaço um pouco mais à frente.

 

31/05/2016 – Terça-feira
Oficina: O dono da cena (Benedita)

ESTA OFICINA OCORRE EM DUAS ETAPAS. OS INTERESSADOS DEVERÃO PARTICIPAR NO DIA 31 DE MAIO E NO DIA 01 DE JUNHO.
Cia. Sino – Salvador (BA)
Trajetória: A Cia. Sino surge em 2011 (Salvador) com a montagem do solo Benedita, de Bruno de Sousa. O artista, bacharel em Artes Cênicas pela UFBA, traz uma experiência cênica autônoma, desde os aspectos criativos artísticos até os meios de produção. Através de parcerias e diálogos com outros artistas e grupos, o espetáculo já fez diversas temporadas em Salvador (BA) e no Rio de Janeiro (RJ), participações em mais de 20 festivais nacionais, recebeu 18 prêmios e mais de 30 indicações.
Horário:9h -13h
Local: Teatro
Número de vagas: 20
Público-alvo: Atores e estudantes de teatro
Carga Horária: 4h
Ministrante: Bruno de Sousa
Sinopse: Esta oficina pretende estimular a autonomia criativa de cada participante. O foco principal será dado na contação de histórias e construção de personagens através da utilização dos meios expressivos de corpo, voz, espaço e referências pessoais de cada participante.
Inscrições: Solicitar a ficha de inscrição através do e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com
Espetáculo Convidado: Mordedores
Horário: 19:30
Local: Palco
Duração: 50 Minutos
Capacidade: 60 lugares
Classificação Etária: 14 anos

Sinopse: Em 2014 Marcela Levi e Lucia Russo deram início a um processo de longa duração que demandava a participação colaborativa de jovens performers numa pesquisa sobre a violência, entendida e experimentada para além de suas conotações imediatas de aniquilamento, morte e destruição. Contrariando o imaginário (e as políticas culturais e sociais) que visam pacificar a violência por meio de uma dopagem, de um esvaziamento de energia – também eles, evidentemente, violentos – realizados em nome de harmonia edificante, Marcela Levi e Lucia Russo incorporam a energia da violência como disparadora de uma espiral de forças em tensão. Ao corpo contemporâneo blindado e asséptico, na desesperada busca de uma fortaleza auto-protetora envolvido em fantasias cosméticas contrapõe-se um corpo permeável, mais elástico, que pode romper, que suja e se suja, que pensa e é pensado, morde e é mordido.

 

 

01/06/2016 – Quarta-feira
Oficina: O dono da cena (Benedita)

ESTA OFICINA OCORRE EM DUAS ETAPAS. OS INTERESSADOS DEVERÃO PARTICIPAR NO DIA 31 DE MAIO E NO DIA 01 DE JUNHO.
Cia. Sino – Salvador (BA)
Trajetória: A Cia. Sino surge em 2011 (Salvador) com a montagem do solo Benedita, de Bruno de Sousa. O artista, bacharel em Artes Cênicas pela UFBA, traz uma experiência cênica autônoma, desde os aspectos criativos artísticos até os meios de produção. Através de parcerias e diálogos com outros artistas e grupos, o espetáculo já fez diversas temporadas em Salvador (BA) e no Rio de Janeiro (RJ), participações em mais de 20 festivais nacionais, recebeu 18 prêmios e mais de 30 indicações.
Horário:9h -13h
Local: Teatro
Número de vagas: 20
Público-alvo: atores e estudantes de teatro
Carga Horária: 4h
Ministrante: Bruno de Sousa
Sinopse: Esta oficina pretende estimular a autonomia criativa de cada participante. O foco principal será dado na contação de histórias e construção de personagens através da utilização dos meios expressivos de corpo, voz, espaço e referências pessoais de cada participante.
Inscrições: Solicitar a ficha de inscrição através do e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com

 

Intercâmbio entre Dudude (MG) e Improvável Produções (RJ)
Atividade exclusiva para os participantes dos grupos.

 

Espetáculo: Pequenas violências-silenciosas e cotidianas
Drama (teatro adulto) – Cia. Stravaganza – Porto Alegre (RS)
Horário: 19:30
Local: Teatro
Duração: 55 Minutos
Capacidade: 600 lugares
Classificação Etária: 14 anos


Sinopse: O texto parte de um fato corriqueiro e aparentemente sem maior gravidade: um atropelamento no qual não há vitimas fatais. A partir do olhar de diferentes testemunhas desse acidente a trama evolui como um quebra-cabeça, e acaba revelando que por detrás desse acontecimento “banal” algo mais terrível está para ocorrer. O texto foi vencedor, em 2011, do Prêmio de Dramaturgia Ivo Bender da Prefeitura de Porto Alegre e do Instituto Goethe. Em 2014 recebeu o Prêmio Açorianos de Melhor Dramaturgia e os Prêmios Braskem de Melhor Espetáculo e Melhor ator no 21º Porto Alegre em Cena.

 

02/06/2016 – Quinta-feira
Espetáculo: Benedita
Drama – Cia. Sino – Salvador (BA)
Horário: 19h30
Local: Teatro
Duração: 60 Minutos
Capacidade: 100 lugares
Classificação Etária: 12 anos


Sinopse: O espetáculo traz à tona a preservação de Patrimônio Imaterial Cultural com humor e densidade quando leva o público a conhecer de perto Benedita, uma misteriosa senhora contadora de histórias. Ela carrega uma gigantesca trouxa na cabeça. Em meio aos panos que traz, existem roupas sujas de cores vivas. Benedita conta a história dessas indumentárias especiais – peças que marcaram sua vida centenária. Sua apresentação é um ritual de passagem que passeia entre o trágico e o cômico para a construção de uma personagem genuinamente brasileira. Uma mulher-mito, contadora de histórias, lavadeira-curandeira-bruxa-feiticeira, no limite da vida. Benedita tece destinos através dos casos que conta, relatando uma história arquetípica e mitológica.

Anúncios

Um comentário em “Programação Festival Palco Giratório 2016

  1. BOM DIA. Eu gostaria de agradecer a toda equipe do SESC – PALCO GIRATÓRIO, por proporcionar um sábado maravilhoso, um espetáculo de grande nível, fomos bem recebidos, desde do motorista aos que nos recepcionaram, os alunos saíram encantados, um deles me perguntou: Quando vamos apresentar ai? Eu disse quem sabe?!. Obrigado mesmo, de coração. Esperamos voltar mais vezes, (sábado é melhor) Rodrigo de Castro, professor de teatro da ARENA CARIOCA CHACRINHA (Pedra de Guaratiba).21-99475-9308

    Date: Wed, 27 Apr 2016 16:43:07 +0000 To: rod_decastro@hotmail.com

Os comentários estão encerrados.