Programação – Formações Musicais 2016

Formações2016_Capa

 

O projeto Formações Musicais tem o objetivo de incentivar a produção musical no campus da Escola Sesc, abrindo espaço para shows, intercâmbios e workshops que incluem diversos gêneros musicais. A programação será composta por artistas e grupos com estilos e formações diversas, estimulando o público a participar de ações formativas com os músicos e fruir a música brasileira em diversas vertentes.

03.06 – Sexta-feira
19h30 ► Contracantos e Contraventos
Capacidade: 600 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

_FRV9130
Os grupos pernambucanos Contracantos e Contraventos apresentam o “Povo brasileiro: cantos do Nordeste”, um concerto musical com elementos cênicos que apresenta a cultura brasileira através de um repertório com peças nordestinas valorizando as diferentes matrizes da formação de nosso povo. O concerto incorpora música vocal e instrumental, aliada a elementos da poesia de cordel, a gestos sonoros e ritmos pernambucanos. O espetáculo é dividido em quatro momentos: O Nordeste Armorial, Cantos da Praia, Cantos Afro-brasileiros e o Carnaval pernambucano. Utilizando imagens aliadas à música, “Povo brasileiro: cantos do Nordeste” apresenta um retrato do Brasil que transita do sacro ao profano – das rezas e toadas de candomblé ao frevo do carnaval.

►Obs: No dia 01/06, os grupos Contracantos e Contraventos realizarão uma Masterclass de canto com os alunos do projeto Uzina, às 17h.
►Inscrições: solicite a ficha de inscrição pelo e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com

 

 

04.06 – Sábado
19h30 ► Orquestra de Sopros Pro Arte com Kiko Horta e Marcelo Caldi
Capacidade: 600 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

Duas Sanfonas e Uma Orquestra - Andrea Nestrea 1
Com releituras de clássicos de Sivuca, Dominguinhos e Luiz Gonzaga, além de composições dos acordeonistas Kiko Horta e Marcelo Caldi o CD “Duas Sanfonas e Uma Orquestra” celebra a cultura nordestina com o encontro da Orquestra de Sopros Pro Arte com o tradicional instrumento folclórico brasileiro.
A Orquestra de Sopros Pro Arte, formada por jovens estudantes de música, foi criada por Tina Pereira em 2004, no âmbito do projeto Flautistas da Pro Arte que conta com o Patrocínio da Petrobras há 22 anos.

 
06.06 – Segunda-feira
17h30 ► Ensaio aberto da Orquestra Escola Sesc de Ensino Médio
Capacidade: 600 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

IMG_3448CMYK
Vivências musicais fundamentadas na apreciação, execução e criação, em formações instrumentais e vocais diversas. Desenvolvimento da compreensão das dimensões sonoras (altura, duração, intensidade e timbre), musicais (rítmica, harmônica e melódica) e suas notações (leitura). Construção de repertório a partir de arranjos didáticos que contemplem a diversidade cultural do grupo e a experiência prévia do aluno.

 
07.06 – Terça-feira
19h30 ► Lançamento do CD “José Siqueira, um músico do Brasil”. Concerto com José Botelho, Carlos Rato e Maria Teresa Madeira
Capacidade: 150 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

Capa CD José Siqueira
José Siqueira: um músico do Brasil é uma celebração à arte e uma homenagem a um dos principais expoentes da música brasileira. O CD traz aos ouvintes oito obras do catálogo do grande compositor brasileiro José Siqueira com uma característica muito peculiar: todas as gravações foram feitas “ao vivo”.

 

08.06 – Quarta-feira
19h30 ► Luis Barcelos e Rafael Mallmith, Duo Nazareth e Garoto
Capacidade: 150 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

LBRF-620x349
Os gaúchos radicados no Rio de Janeiro desde 2005 são acompanhadores conhecidos das fichas técnicas de shows e discos de grandes artistas brasileiros. O choro é a escola dessa musicalidade, e é dentro do sofisticado gênero instrumental brasileiro que o duo realiza um espetáculo temático em reverência a dois dos nossos maiores músicos e compositores. Se o bandolim foi o grande responsável pela popularização de Ernesto Nazareth no choro, foi ao violão que Anibal “Garoto” Augusto Sardinha elevou ao máximo sua inspiração. Os arranjos originais para a formação revivem as obras “Celestial”, “Favorito”, “Confidências” do autor de “Apanhei-te cavaquinho” e “Caramelo”, “Jorge do Fusa”, “Meditando” do Gênio das Cordas, autor de “Gente Humilde”.

 

09.06 – Quinta-feira
17h ► Oficina de ritmos brasileiros com André Marques Sexteto
Vagas: 15
Indicação etária: livre

FOTO-Dani_Gurgel-2012-0975-T2-2749-300dpi
Inscrições: solicite a ficha de inscrição pelo e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com
André Marques é pianista, compositor, arranjador e professor de música. Desde 1994 faz parte do grupo de Hermeto Pascoal e lidera, entre outros trabalhos, o Trio Curupira e a Vintena Brasileira. Todos os seus trabalhos sempre tiveram forte ligação com a pesquisa da música brasileira em todas as suas regiões, inclusive como professor. André leciona desde 2000 no Conservatório de Tatuí, desde 2009 na Faculdade Souza Lima, e ministra oficinas por todo Brasil e exterior, sempre priorizando a música de nosso país. Para essa oficina, André vem com o seu sexteto, que está apresentando o seu novo CD “Plural”. Nesse trabalho são explorados diversos ritmos do Brasil, como maracatu, baião, bumbameu-boi, batuque de umbigada, jongo, entre outros. Ritmos oriundos de formações percussivas, André vai falar sobre as linguagens desses estilos e dizer como foi o processo de adaptação para o formato de sexteto, com piano, guitarra, baixo e metais. Também vai mostrar como é feita a mistura desses ritmos com outros elementos musicais, como contrapontos, harmonias mais contemporâneas, dinâmicas e improvisação. Essa mistura de estilos e elementos é o que se costuma chamar de Música Universal (termo criado por Hermeto Pascoal).

 
09.06 – Quinta-feira
19h30 ► André Marques Sexteto
Capacidade: 600 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

IMG_0755
Esse trabalho com a formação de sexteto é o seu novo projeto, continuação de outros dois projetos, o de piano solo e o de quarteto. Essa formação, já trabalhada por vários grupos, aqui é tratada de forma diferente. Normalmente os instrumentos de sopros tem função melódica enquanto o piano e a guitarra, função harmônica. No André Marques Sexteto, na maioria dos arranjos, essas funções são invertidas.

 
10.06 – Sexta-feira
17h ► Workshop de violino popular brasileiro, com Ricardo Herz
Vagas: 15
Indicação etária: livre
Inscrições: solicite a ficha de inscrição pelo e-mail espacoculturalescolasesc@gmail.com
Ricardo tem dado workshops e cursos em diversas situações. Tanto em festivais, como a Oficina de música de Curitiba (edições 2009 e 2010), o Festival de música de Ourinhos (2011) e o CIVEBRA em Brasília (edições 2013 e 2014), quanto em escolas ou centros como o Sesc Vila Mariana, em São Paulo e o CMDL, na França. O curso visa introduzir o aluno de violino, viola ou violoncelo erudito no mundo da MPB ou aprofundar o conhecimento de quem já toca um pouco de popular. Passa pelo conceito de suingue voltado às cordas com exercícios de arco, noções de improvisação e de acordes. Fala da interpretação do choro e do forró, do jazz e outros ritmos populares. Trata também sobre microfonação, eletrificação do instrumento e discute conceitos estéticos da música popular improvisada.

 
10.06 – Sexta-feira
19h30 ► Confraria instrumental
Capacidade: 600 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

IMG-20150916-WA0031
O grupo carioca nasceu em maio de 2013 com a vontade dos músicos se reunirem para fazer um som instrumental brasileiro com prazer e qualidade. Composto por 12 músicos, o Projeto Confraria Instrumental tem como objetivo maior difundir a boa música para novos públicos e cultivar os apreciadores existentes, além de dar um tempero carioca para a brasilidade da nossa música. Seus integrantes fizeram e fazem parte de orquestras como a lendária Orquestra do Maestro Cipó, Rio Jazz Orchestra, Orquestra Tabajara, Metalmanera Big Band (SP), Mantiqueira(SP), Orquestra Ouro Negro , além de acompanharem cantores da MPB.

 
11.06 – Sábado
19h30 ► Ricardo Herz Trio
Capacidade: 150 lugares
Indicação etária: livre
Duração: 80 min

Ricardo Herz Trio
Teatro do Sesi, Rio de Janeiro, 20/08/2015. Foto: Rogério von Krüger

Com muito swing, originalidade e força, Ricardo Herz Trio começa o ano de 2016 com energias redobradas, laços musicais ainda mais estreitados e com repertório renovado. Apresentando as músicas mais marcantes de seus trabalhos anteriores e as novas que integrarão seu novo CD “Torcendo a Terra”, o trio tem na bagagem de 2015 uma turnê de 18 shows na França, outra de 10 shows pelo Brasil com patrocínio dos Correios e muitas outras apresentações. Ricardo Herz é graduado em violino erudito pela USP e sua sólida formação também vem da renomada Berklee College of Music, nos Estados Unidos, e da Centre des Musiques Didier Lockwood, escola do violinista francês Didier Lockwood, uma lenda do violino jazz.

 

Anúncios