Negro Soul

Captura de Tela 2015-06-10 às 11.32.59

O Espaço Cultural Escola Sesc oferecerá pela primeira vez a mostra “Negro Soul”, reunindo ao longo de duas semanas os nomes mais importantes da música soul brasileira.

O movimento musical denominado Soul Music surgiu no Brasil na década de 1970, muito influenciado pela estética norte-americana, incorporando elemento que vão do Jazz ao R&B, do Funk ao Groove. No Brasil, a Soul Music rapidamente ganhou um estilo próprio, revelando grandes artistas que se consagraram na história da música brasileira, como Tim Maia, Cassiano, Hyldon, entre tantos outros. No entanto, ao longo das décadas o movimento foi perdendo espaço e, atualmente, são escassos os projetos e espaços de cultura que contemplam uma mostra do tema.

Desta forma, o projeto visa contribuir para o desenvolvimento da produção musical autoral; criar meios de difusão da produção musical que se contrapõe aos modelos já consolidados e excessivamente difundidos nas mídias de massa; estabelecer um ambiente de relacionamento entre músicos, produtores e profissionais, com vistas ao intercâmbio de informações e trocas de experiências; gerar oportunidades de formação através da oferta de atividades de Desenvolvimento Artístico e Cultural para músicos e estudantes de música; e oportunizar o contato com formas alternativas de apreciação musical para leigos especialmente jovens em idade escolar, com vistas à formação de plateia.

A programação conta ainda com a gravação do DVD ao vivo da Banda Vitória Régia, grupo integrante do projeto residência artística, e o lançamento do CD Projeto Bandas 2014, com uma residência artística envolvendo os atuais alunos das práticas de conjunto do projeto Uzina – Laboratórios de Artes e Produção Cultural e os ex-alunos da Escola Sesc de Ensino Médio que em 2014 participaram do Projeto Bandas.

Confira a programação:

10 de junho às 19h30 – Show com Hyldon Hyldon_crédito_divulgação (2) Um dos grandes representantes da soul music brasileira, o cantor, violonista e compositor baiano Hyldon tocou com os Diagonais (de Cassiano), Wilson Simonal, Tony Tornado e Tim Maia (de quem foi parceiro) e produziu discos de Jerry Adriani, Erasmo Carlos e Odair José. Teve seu primeiro e maior sucesso em 1975, com a balada “Na Rua, na Chuva, na Fazenda”, título de seu primeiro disco, que ainda estourou “Na Sombra de uma Árvore” e “As Dores do Mundo”. Hyldon voltou à luz nos anos 90 através do interesse de bandas como o Kid Abelha, que regravou “Na Chuva” e do Jota Quest, que fez o mesmo com “As Dores do Mundo”. Respeitado e admirado por todos do meio musical, Hyldon vêm nos últimos anos gravando novos trabalhos, excursionando com sua banda e firmando impensáveis parcerias que vão de ícones como Chico Buarque até a novíssima geração da Cone Crew Diretoria.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 600 lugares.

Duração: 90 minutos.

Indicação etária: Livre. Entrada gratuita. Distribuição de ingressos a partir das 18h30.  

11 de junho às 19h30 – Show com Carlos Dafé CARLOS DAFÉ_crédito_divulgação (2) Carlos Dafé, carioca de Vila Isabel, é um dos precursores da soul music no Brasil. Compositor de sucessos e multi-instrumentista: toca violão, guitarra, baixo, piano e vibrafone. Na década de 60 tocou com Dom Salvador e Abolição, e a partir da década de 70 lançou vários LPs e CDs, além de participar como convidado em diversos discos de importantes artistas da MPB. Entre seus maiores sucessos destacam-se “Acorda que eu quero ver”, “Venha matar saudades”, “Passarela”, “Tudo era Lindo”, “A cruz” e “Pra que vou recordar o que chorei” com mais de 100 regravações, de intérpretes como Nana Caymmi, Emílio Santiago, Tim Maia, Alcione, Beth Carvalho, Elza Soares, Tânia Maria, Cauby Peixoto, Marinês, Seu Jorge, Mart’nália, Joanna, Patrícia Marx, Negra Li, Zeca Baleiro, Razão Brasileira, Dóris, Monteiro, Agnaldo Timóteo, Núbia Lafayette, Lana Bintencourt, Dudu Nobre e Maga Liery. Em 2009 finalizou o CD “Bem vindo ao baile”, no qual contou com as participações especiais de Toni Garrido, MC Marechal, Marcelo YuKa, Zeca Baleiro e Da Gama.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 600 lugares.

Duração: 90 minutos.

Indicação etária: Livre. Entrada gratuita. Distribuição de ingressos a partir das 18h30.  

12 de junho às 19h30 – Show com Gerson King Combo Gerson King Combo_crédito_divulgação (2) Nascido em Madureira (subúrbio do Rio de Janeiro), Gerson começou carreira fazendo dublagem no programa Hoje é Dia de Rock, de Jair de Taumaturgo. Depois, levado pelo irmão (Getúlio Côrtes, compositor de “Negro Gato”), começou a dançar no Jovem Guarda, de Roberto Carlos. Com a soul music tomando seu corpo, Gerson cantou nas bandas de Wilson Simonal e Erlon Chaves e ajudou a fundar a Banda Black Rio. Mas foi em carreira solo, rebatizado de Gerson King Combo (em homenagem à banda de soul e jazz King Curtis Combo), que ele experimentou o auge de sua popularidade, como o Rei dos Bailes Black cariocas. Os dois volumes da série de LPs “Gerson King Combo” espalharam sucessos como “Mandamentos Black”, “Jingle Black” e “O Rei Morreu”.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 600 lugares.

Duração: 90 minutos.

Indicação etária: Livre. Entrada gratuita. Distribuição de ingressos a partir das 18h30.  

13 de junho às 19h30 – Show com Sandra de Sá Sandra de Sá_crédito_divulgação (1) Iniciou a carreira em 1980, quando participou do “MPB-80”, festival promovido pela Rede Globo, no qual  defendeu a composição “Demônio colorido” (Macau), que, apesar de não ter vencido o festival, tornou a cantora conhecida nacionalmente. No mesmo ano, assinou contrato com a RGE, gravadora pela qual lançou três LPs, com destaque para o disco “Vale tudo”, cuja faixa-título, em duo com Tim Maia, foi sucesso nacional. Novos discos escalaram as paradas, com participações especiais dos maiores astros e estrelas da música nacional e internacional. Sandra, atenta às lições de seu passado, mantém seu repertório bem aberto e passeia, muito à vontade, do som brasileiríssimo às versões, da pauleira à sofisticação. Idolatrada pela gente brasileira que luta por um lugar ao sol, e sem esquecer que as raízes negras dão flores de todas as cores, Sandra de Sá afina como uma das mais expressivas cantoras brasileiras do nosso tempo.  Que Sandra de Sá é uma das grandes cantoras brasileiras, todos que ouvem bem sabem: o timbre grave e caloroso, a potência e o “swing”, a personalidade feita de ternura e malandragem, a identificam.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 600 lugares.

Duração: 90 minutos.

Indicação etária: Livre. Entrada gratuita. Distribuição de ingressos a partir das 18h30.

14 de junho às 19h30 – Show com Banda Black Rio Black Rio_crédio_divulgação Nos anos 70 quando a Banda Black Rio surgiu, foi estabelecida uma clara filosofia – ter o samba com funk-grooves nas bases, trazer encorpados arranjos de metais e misturar tudo harmonicamente com diferentes ritmos brasileiros. Desde então, a Banda Black Rio tem sido uma grande referência para o mundo da música. Ao longo dos anos, a banda teve várias formações e competentes músicos fizeram respeitosamente parte dessa continuidade. Uma das mais importantes bandas brasileiras, a Black Rio mostrou para o mundo que a fusão do jazz e do funk combinados com o samba e gafieira formavam elementos necessários para fazer a diferença no mercado da música.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 600 lugares.

Duração: 90 minutos.

Indicação etária: Livre. Entrada gratuita. Distribuição de ingressos a partir das 18h30.

17 de junho de 17h às 20h – Workshop Percussão Brasileira com Roberto Malaguti

A oficina trabalhará o desenvolvimento da percepção rítmica, introdução à técnica e prática do instrumento, noções de improvisação e ritmos brasileiros. O curso é desenvolvido regularmente no projeto Uzina e nesta oficina reunirá os alunos na função de monitores para novos praticantes e interessados. Roberto Malaguti tocou com Tim Maia (Banda Vitória Régia), Sandra de Sá e Jorge Ben Jor. Atualmente, dedica-se como arte educador, lecionando música em escolas da rede particular de ensino.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Duração: 3h

Vagas: 20

Indicação etária: A partir de 14 anos.

18 de junho de 17h às 20h – Oficina de Luteria com Spirito Santo

A oficina consiste na transmissão de técnicas de fabricação de instrumentos musicais de variados tipos, com materiais alternativos (inclusive reutilizáveis ou recicláveis), que envolva produção de um acervo e na eventual formação de um grupo de monitores músicos. O curso é desenvolvido regularmente no projeto Uzina e nesta oficina reunirá os alunos na função de monitores para novos praticantes e interessados. Spirito Santo é músico, pesquisador, escritor, artesão e arte educador. Estudou teoria musical em curso dirigido pelo Maestro Guerra-Peixe.

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Duração: 3h

Vagas: 20

Indicação etária: A partir de 16 anos.

19 e 20 de junho às 19h – Shows de gravação do DVD Banda Vitória Régia ao vivo no Espaço Cultural Escola Sesc. Banda Vitória Régia_Foto_Divulgação (3) Durante 22 anos, com diversas, mas sempre ótimas formações, a Vitória Régia esteve ao lado de Tim Maia. Seguindo esse feeling, a big band, que marcou a história da MPB com seus metais vibrantes e um swing singular, vem trazendo ao público aquela mesma energia irreverente de outrora e uma alquimia musical cada vez mais impressionante. A Vitória Régia vem resgatando grandes sucessos da nossa Música, apresentando-os com a peculiar maestria de um elenco de músicos que vão de incríveis revelações a lendas que dispensam comentários: Trick (Trompete), Rogério Lopes (Guitarra/Voz), Jamil Joanes (Baixo/Voz), Mac William (Bateria), Roberto Malaguti (Percussão/Voz), João Bosco (Teclados/Voz), Glaucio Martins (Sax), Bebeto (Trombone), Claudio Mazza (Teclados/Voz), Gil Miranda (Voz), Gilce Miranda (Voz).

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 600 lugares.

Duração: 90 minutos.

Indicação etária: Livre. Entrada gratuita. Distribuição de ingressos a partir das 18h30. 

21 de junho – Intercâmbio musical e lançamento do CD Projeto Bandas 2014. O CD traz um registro do trabalho desenvolvido no Projeto Bandas em 2014, com grupos musicais formados por alunos da Escola Sesc de Ensino Médio. O lançamento do CD acontecerá no formato de intercâmbio, reunindo os alunos integrantes do Projeto Bandas 2015, além dos músicos/professores que participaram do processo de gravação. Intercâmbio: 10h às 16h

Apresentação ao público: 17h

Local: Espaço Cultural Escola Sesc.

Capacidade: 100 lugares. Duração: 60 minutos.

Indicação etária: Livre.

Entrada gratuita.

Distribuição de ingressos a partir das 16h.

Inscreva-se para as oficinas e workshops enviando um email, com nome e RG para: espacoculturalescolasesc@gmail.com.

Anúncios
Esse post foi publicado em Negro Soul, Outros projetos. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Negro Soul

  1. Janete Trajano disse:

    Prezados, Haveria possibilidade de fornecer transporte para o dia 11/06 ? Nossa escola é de EJA. Seria uma oportunidade impar para nossos alunos. Abraços Jane Trajano.

    […] me movo como educador porque primeiro me movo como gente.” (FREIRE, 1996, p. 94).

  2. Gostaria de participar mas acho q já foi, então vamos tentar p/o próximo abç!

    • Espaço Cultural Escola Sesc disse:

      Olá, Wilson.
      Para se inscrever nas oficinas, nos envie seu nome e RG por email e para assistir aos shows, basta comparecer no dia com 30 min de antecedência.

Os comentários estão encerrados.