Inscrições oficinas Aldeya Yacarepaguá

A 6º edição da Aldeya Yacarepaguá chega com o objetivo de gerar oportunidades para a produção cultural de Jacarepaguá e bairros do entorno em todas as linguagens artísticas (teatro, dança, artes visuais, música e circo), fortalecendo em longo prazo este cenário artístico de forma a colaborar com a sua profissionalização e autossustentabilidade, através da realização de espetáculos, intercâmbios, oficinas e mesas de debate.

Para se inscrever nas oficinas oferecidas, basta enviar para o e-mail “espacoculturalescolasesc@gmail.com” a ficha de inscrição preenchida digitalmente.

*A lista dos selecionados será divulgada uma semana antes da oficina

DOWNLOAD FICHA DE INSCRIÇÃO
______________________________

Oficina de Dança: Um espaço para o conhecimento do corpo e as possíveis correspondências pela convivência do grupo

Dia 10 de setembro, quarta-feira, das 10h às 17h.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc.
Número de vagas: 20.
Público-alvo: atores, dançarinos e pessoas com aptidão para a arte.
Classificação: 16 anos.
Ministrante: João Saldanha.

João Saldanha. Rep. niteroidanca.blogspot

Sobre o ministrante: João Viotti Saldanha estudou dança moderna em Londres, técnicas de Graham e José Limón em Paris e Balé no Brasil com Tatiana Leskowa, Aldo Lotufo e Nora Esteves, entre 1978 e 1994. Como professor, lecionou na Escola Angel Vianna, no Centro de Movimento Deborah Colker e na Lia Rodrigues cia. de danças, no Rio de Janeiro, na Florida University e na New World School of the Arts, ambas nos Estados Unidos. Fundou sua companhia, o Atelier de Coreografia, em 1986 e desde então circula pelos principais teatros e festivais do Brasil.

Sobre a oficina: O coreógrafo João Saldanha trabalhará a noção de espaço para o conhecimento do corpo e as possíveis correspondências pela convivência do grupo.

 

Oficina de Cinema: Gincana do Minuto

Dia 14 de setembro, domingo, das 10h às 17h.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc.
Número de vagas: 20.
Público-alvo: interessados em cinema.
Classificação: 14 anos.
Ministrante: Julio Pecly.

Julio Pecly. Rep. facebook

Sobre o ministrante:Julio Pecly é roteirista e diretor de cinema. Participou de diversos cursos populares de audiovisual como Cufa (2006), Cinema Nosso (2006) e Cinemaneiro (2004). Fundador da Companhia Brasileira de Cinema Barato, ao lado de Paulo Silva, Marcelo Yuka e Leandro Firmino da Hora. Criador do Cinecarceragem, cineclube que exibe filmes e curtas-metragens dentro de delegacias. Realizou em 2007 com Paulo Silva, o curta-metragem “Sete Minutos”, eleito o melhor curta pelo Festival do Rio.

Sobre a oficina: A gincana do minuto consiste em uma disputa entre duas equipes para ver quem consegue fazer um filme de 1 minuto usando um celular ou uma câmera fotográfica.

 

Oficina de Iluminação Cênica.
Dia 15 de setembro, segunda-feira, das 10h às 17h.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc.
Número de vagas: 20.
Público-alvo: técnicos de iluminação ou pessoas interessadas na área.
Classificação: 16 anos.
Ministrantes: Cia. Alfândega 88

Alfândega 88. Foto Guga Melgar (Divulgação)

A Alfândega 88, companhia carioca de teatro que tem direção artística de Moacir Chave e coordenação técnica de Aurélio de Simoni, fundamenta sua pesquisa cênica no questionamento de nosso passado, estudando teoricamente nossas raízes culturais e históricas e dividindo questões através do experimento de materiais não convencionais de dramaturgia. Com quatro espetáculos realizados desde sua criação, a companhia já recebeu indicações de diversos prêmios, entre eles o Prêmio Shell de Melhor Direção, Prêmio Questão de Crítica de Melhor Direção e Melhor Espetáculo, além de receber o Prêmio Shell Categoria Especial pela reabertura do Teatro Serrador.

Sobre a oficina: O iluminador Aurélio de Simoni é da geração que firma o crédito de iluminador nas fichas técnicas dos espetáculos profissionais e realiza uma centena de iluminações para diretores cariocas representativos. A oficina abordará conhecimentos básicos da trajetória da utilização da iluminação aritificial para as artes cênicas e a iluminação cênica no Brasil.

 

Oficina de Interpretação
Dia 16 de setembro, terça-feira, das 10h às 17h.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc.
Número de vagas: 20.
Público-alvo: atores e pessoas com aptidão para a arte.
Classificação: 16 anos.
Ministrantes: Cia. Alfândega 88.

A Alfândega 88, companhia carioca de teatro que tem direção artística de Moacir Chave e coordenação técnica de Aurélio de Simoni, fundamenta sua pesquisa cênica no questionamento de nosso passado, estudando teoricamente nossas raízes culturais e históricas e dividindo questões através do experimento de materiais não convencionais de dramaturgia. Com quatro espetáculos realizados desde sua criação, a companhia já recebeu indicações de diversos prêmios, entre eles o Prêmio Shell de Melhor Direção, Prêmio Questão de Crítica de Melhor Direção e Melhor Espetáculo, além de receber o Prêmio Shell Categoria Especial pela reabertura do Teatro Serrador.

Sobre a oficina: O diretor Moacir Chaves e integrantes da Alfândega 88 propõem uma aproximação ao processo de criação a partir do estudo de textos, desenvolvendo uma percepção do papel do ator para além da figura da personagem. Moacir Chaves realiza espetáculos de grande comunicabilidade a partir de materiais não dramatúrgicos como o sermão do Padre Vieira ou os registros de um processo inquisitorial.

 

Oficina de Customização
Dia 17 de setembro, quarta-feira, das 15h às 18h30.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc e Gardênia Azul.
Número de vagas: 20.
Público-alvo: pessoas com aptidão para costura e moda.
Classificação: 16 anos.
Ministrante: Maria do Amparo.

Sobre a oficina: Maria do Amparo é costureira e possui o ateliê Marystilo na Gardênia Azul. A oficina será uma visita ao seu ateliê, onde serão demonstradas técnicas básicas para customização.

 

Oficina de Gestão para Autonomia e Produção Cultural
Dia 18 de setembro, quinta-feira, das 17h30 às 20h30.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc.
Número de vagas: 15.
Público-alvo: estudantes de artes, artistas, produtores culturais.
Classificação: 16 anos.
Ministrantes: Grupo Anônimo de Teatro.

Teatro do Anônimo. Coordenadores João Carlos Artigos e Flávia Berton. Foto site

Fundado em 1986, o Teatro de Anônimo estrutura sua prática através da montagem e apresentação de espetáculos, da qualificação profissional de outros atores sociais, além do aperfeiçoamento de técnicas e modelos autênticos de gestão e administração coletiva, baseada na solidariedade, criatividade e cooperação.

Sobre a oficina: O principal objetivo é oferecer ferramentas para que os artistas e grupos criem uma maneira eficaz de gerir (produzir e distribuir) seus trabalhos em uma perspectiva coletiva, autônoma e solidária, sempre a partir de suas próprias referências. Gestão compartilhada, sustentabilidade e economia solidária, são conceitos utilizados para apoiar a metodologia da oficina que instiga cada grupo, a partir de sua missão, a pensar em elementos que contribuam para a organização interna, para a representatividade jurídica e para o planejamento estratégico.

 

Aulão de Dança de Salão
Dia 20 de setembro, sábado, das 14h30 às16h30.
Local: Anfiteatro do Espaço Cultural Escola Sesc.
Número de vagas: 60.
Classificação: 14 anos.
Ministrantes: Ricardo Martins e Sabrina Santana.

Sobre a oficina: A oficina objetiva a integração social gerando encontros entre os participantes que tenham interesse em desenvolver seus sentidos e conhecer a dança de salão. Serão trabalhados os passos básicos de bolero, samba, soltinho, forró, salsa, entre outros.

 

Oficina de Preparação para a Intervenção Urbana “Cegos”
Dias 24, 25 e 26 de setembro, quarta a sexta-feira, das 14h às 18h.
Local: Espaço Cultural Escola Sesc e Gardênia Azul.
Número de vagas: 15.
Público-alvo: estudante de artes, artistas, produtores culturais.
Classificação: 16 anos.
Ministrantes: Desvio Coletivo.

CEGOS - Avenida Paulista - São Paulo, outubro 2012

O Desvio Coletivo é uma rede de criadores em cena performativa que atua na zona de fronteira entre o teatro, a performance, a dança e as artes visuais e tecnológicas. O projeto visa a criação de espetáculos multimídias relacionais,instalações cênicas, intervenções artísticas em espaços específicos (site specifics), acontecimentos (hapennings), performances urbanas, ações na Internet e experimentos videográficos.

Sobre a oficina: Dezenas de executivos, homens e mulheres, portando maletas, bolsas, celulares e documentos, caminham lentamente cobertos de argila e de olhos vendados. Misturam-se aos pedestres desestabilizando o fluxo cotidiano da cidade. Essa imagem faz uma crítica à condição massacrante características de todo tipo de trabalho corporativo iconizado na indumentária tradicional de executivos e empresários, de terno e gravata. “Cegos” foi concebido pelos diretores Marcos Bulhões e Marcelo Denny e realizado originalmente pelo Desvio Coletivo e o Coletivo Pi na Avenida Paulista em São Paulo. Dentro da programação do Palco Giratório, a Intervenção Urbana Cegos acontece aliada a uma oficina que prepara seus participantes para vivenciá-la.

Anúncios

Um comentário em “Inscrições oficinas Aldeya Yacarepaguá

  1. Uma dúvida: para a assinatura do documento eu tenho que criar uma assinatura digital ou basta escrever o meu nome com o teclado mesmo?

Os comentários estão encerrados.