Poética 2012 – de 26 a 30 de março

26 Março S E G U N D A – F E I R A

18h30 A Igreja do Diabo / Cia Falácia – RJ
No conto A Igreja do Diabo, de Machado de Assis,o Diabo, cansado do seu reinado casual e adventício, resolve fundar sua própria Igreja onde as virtudes aceitas deviam ser substituídas por outras que, segundo ele, eram as naturais e legítimas. O Diabo ganha muitos adeptos, mas, no final, descobre que seus fiéis passam a infringir suas leis para cometer bons atos.
Ficha técnica:
Direção: Claudia Ventura / Elenco: Alexandre Dantas /
Cenário e Figurino: Cia. Falácia
Iluminação: Paulo César Medeiros / Produção e realização:
Cia Falácia
Duração: 60 min.
Indicação etária: 12 anos
Capacidade: 100 lugares (Faça sua inscrição pelo tel.: 3214-7404 ou pelo e-mail assessoriadeculturaesem@gmail.com)

27 Março T E R Ç A – F E I R A
18h30 Microfone aberto Verso_Exposto

“Microfone Aberto” é o momento em que o Poética – Ano 4 dá voz ao público para que este se manifeste criativamente, seja através de poesias, leituras dramatizadas, piadas ou qualquer outra forma de intervenção com o uso da palavra. Os poetas Manoel Ricardo de Lima, Carlito Azevedo, Franklin Alves Dassie e Júlia Studart mediarão essa atividade criando jogos, intervenções e seduzindo o público para participações por meio de imagens, ruídos e leitura de poemas de Augusto dos Anjos, uma homenagem aos 100 anos da publicação de EU.
Ficha técnica:
Carlito Azevedo: poeta, editor da revista Inimigo Rumor e coordenador da coleção de poesia Ás de Colete [Cosac Naify]. Publicou Sublunar e Monodrama, entre outros.
Franklin Alves Dassie: poeta, professor de literatura. Publicou Sebastião Uchoa Leite, na coleção de ensaios Ciranda
de Poesia.
Júlia Studart: poeta, pesquisadora de literatura. Publicou Marcoaurélio! [com Milena Travassos] e Livro Segredo e Infâmia, entre outros.
Manoel Ricardo de Lima: poeta, professor de literatura [UNIRIO]. Publicou Falas Inacabadas [com Elida Tessler] e Quando todos os acidentes acontecem, entre outros.
Duração: 90 min.
Indicação etária: 14 anos
Capacidade: 100 lugares (Faça sua inscrição pelo tel.: 3214- 7404 ou pelo e-mail assessoriadeculturaesem@gmail.com)

28 Março Q U A R T A – F E I R A
18h30 Encontros Literários Morte e vida Severina – João Cabral de Melo Neto
Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studart e Manoel Ricardo de Lima.
Ficha técnica:
Ieda Magri: doutora em Literatura Brasileira pela UFRJ. Em 2007 lançou o
livro de ficção Tinha uma coisa aqui (7 Letras) e é editora da revista Anjos
do Picadeiro.
Duração: 90 min.
Indicação Etária: 14 anos
Capacidade: 100 lugares (Faça sua inscrição pelo tel.: 3214-7404 ou pelo e-mail assessoriadeculturaesem@gmail.com)

29 Março Q U I N T A – F E I R A
15h Bate-papo Poético
O encontro propõe um bate-papo informal acerca das diversas possibilidades de manifestação da
poesia para além da palavra escrita. A atividade acontecerá no Canto Poético, espaço cultural no
mezanino do teatro voltado para a poesia e suas relações com outras linguagens.
Ficha técnica:
Mediação: Mariana Nascimento
Duração: 75 min.
Indicação etária: 14 anos
Capacidade: 30 lugares (Faça sua inscrição pelo tel.: 3214-7404 ou pelo e-mail assessoriadeculturaesem@gmail.com)

16h30 Sarau Poético Vozes das mulheres
O Grupo teatral “Entrou Por uma Porta” é derivado da fusão de alguns grupos teatrais amadores que agiam nas cenas cariocas da zona oeste do Rio de Janeiro, no final dos anos 80. Em 2012, completando 24 anos de pesquisas, experimentos e encenações teatrais, o grupo faz a mediação de jogos poéticos tendo como tema principal a questão das mulheres.
Ficha técnica:
Mediação: Grupo Teatral Entrou Por Uma Porta
Duração: 75 min.
Indicação etária: 14 anos
Capacidade: 30 lugares (Faça sua inscrição pelo tel.: 3214-7404 ou pelo e-mail assessoriadeculturaesem@gmail.com)

18h30 Faladores / Cia. Mário Nascimento/MG – integrante do projeto Palco Giratório
Em “FALADORES“ o grupo pesquisou u m a “ l i n g u a g e m ” p r ó p r i a de comunicação com códigos sonoros e criação de palavras num dialeto inventado que transita pelo espetáculo assim como o Português, Alemão, Inglês, Espanhol e Francês. Em cena, seis artistas influenciados pela dança,
música e teatro, buscam dialogar entre si e com o público, utilizando a arte como seu meio de comunicação. FALADORES aborda o tema oralidade, trazendo para a cena diversas formas de comunicação através do som, da música, da palavra, poesia, dança, ação e movimento. A necessidade do homem em se expressar e, apesar das barreiras, se fazer entender. A arte como seu principal objetivo: comunicar. FALADORES é movimento, gesto, palavra e ritual. A oralidade como performance e a performance como definição de comunicação, dando ênfase à natureza da linguagem oral e gestual. O gesto e a palavra como sensações humanas e forma eficaz de comunicação poética e dramática.
Ficha técnica:
Direção e coreografia: Mário Nascimento / Assistente de direção e coreografia: Rosa Antuña / Criação e direção musical: Fábio Cardia / Figurino: Elvira Matilde/ Elenco: André Rosa, Aretha Maciel, Brenda Melo, Léo Garcia, Rafael Bittar, e Rosa Antuña/ Professores e ensaiadores: Mário Nascimento e Rosa Antuña / Professora de canto: Bárbara Penido/ Preparação teatral e vocal: Rosa Antuña / Equipe de produção: Aretha Maciel e Mário Nascimento/ Produção geral: Cia. MN
Gênero: Dança
Duração: 60 min.
Indicação etária: 12 anos
Capacidade: 600 lugares

19h30 Pensamento Giratório com a Cia Mário Nascimento

Logo após o espetáculo será realizada uma mesa de debate em que os participantes do grupo de dança mineiro, junto com um convidado local, abordarão o trabalho da oralidade na dança.
Ficha técnica:
Duração: 60 min.
Indicação etária: 12 anos

30 Março S E X T A – F E I R A

10h30 às 17h30 Oficina Arte Integrada com a Cia Mário Nascimento (MG)

A oficina objetiva trabalhar a fusão das linguagens da dança, teatro e voz. Para isso utiliza-se técnicas básicas em dança contemporânea, jogos teatrais de improvisação e exercícios vocais.
Carga horária: 06 horas
Público alvo: atores, cantores e bailarinos
Capacidade de inscritos: 15 alunos
Indicação etária: 16 anos
Ministrante: Rosa Antuña
Rosa Antuña é bailarina, assistente de direção e de coreografia. Estudou no Centro Mineiro de Danças Clássicas (Belo Horizonte), Centro Pro-Danza de Cuba (La Havana) e Palucca Schule Dresden (Alemanha). Estudou teatro na graduação da UFMG, também com Eugênio Barba (Brasília, dez de 2008) e Match de Improvisação com Mariana Muniz. Também trabalhou no Balé da Cidade de São Paulo; Mimulus Cia de Dança de Salão, Grupo de dança 1º Ato e Cia de Dança de Minas Gerais. Foi coreógrafa da escola de dança do CEFAR (Fundação Clóvis Salgado), e professora de dança contemporânea do Ballet Jovem do Palácio das Artes.

18h30 Letuce integrante da programação Samba, Jazz e outras Bossas

Um casal. Mil afinidades. Milhares de referências. Assim é o Letuce, projeto musical que os namorados Letícia Novaes e Lucas Vasconcellos fundaram em 2008. Letícia é atriz e rockeira. Lucas, guitarrista e maestro. O trabalho tem influências de Tropicália, Dalva de Oliveira, Courtney Love e muito mais.
Ficha técnica:
Letícia Novaes – voz / Lucas Vasconcellos – guitarra e teclados /
Fabio Lima – baixo / Thomas Harres – bateria
Gênero: Música
Duração: 75 min.
Indicação etária: 14 anos

Anúncios