ESCOLA VAI AO TEATRO ANO 4

Escola vai ao teatro é um projeto que estimula e viabiliza o acesso de alunos de instituições formais e informais de ensino, localizadas em áreas deficientes de equipamentos culturais, com uma programação artística diversificada e de qualidade. Em 2011 o projeto realizou vinte e uma (21) sessões, viabilizou quarenta e dois (42) ônibus e recebeu vinte e duas (22) instituições de ensino (15 municipais e 07 estaduais); sendo doze (12) instituições da Zona Oeste, sete (07) da Zona Norte e duas (02) da Região Metropolitana (Niterói e Nova Iguaçu).

O projeto objetiva dar continuidade à política de desenvolvimento cultural local e à política de educação dos sentidos, criar um espaço de fruição e diálogo entre professores e alunos por meio de uma programação artística diversidade e proporcionar a preparação do público para a atividade de fruição com a elaboração de um guia de como aproveitar melhor as atividades culturais propostas pelo Teatro Escola SESC. A criação do Manual de Fruição surgiu a partir da percepção da Assessoria de Cultura de que alguns participantes do projeto nunca haviam ido a uma atividade neste tipo de espaço.

Em sua terceira edição, o projeto será ampliado para proporcionar uma maior diversidade de linguagens artísticas com a inclusão da literatura a ser trabalhada junto com os alunos da Escola SESC de Ensino Médio e o público do Escola vai ao teatro, por intermédio da realização do projeto Encontros Literários.

Acreditamos que ao disponibilizar uma programação artístico-cultural e transporte para esses alunos, estaremos dando acesso e auxiliando no desenvolvimento do sujeito/aluno com a criação a constituição de um gosto estético e de um discurso sobre ele; contribuindo assim para a formação de um indivíduo e cidadão político. 

 

Assessoria de Cultura da Escola SESC de Ensino Médio

 

 

 

FAÇA O AGENDAMENTO DE SUA ESCOLA PELO TELEFONE 21 32147404 OU PELO EMAIL ASSESSORIADECULTURAESEM@GMAIL.COM

 

 

 

 

Programação:

 

13/03 – A menininha / JLM Produções Artísticas (Teatro /RJ) – integrante do projeto Palco Giratório – 15h

Indicação Etária: até 8 anos

Gênero; musical infantil

Duração 50 min.

 

Entre canções para infância de Vinicius de Moraes, Toquinho e Chico Buarque uma menina e sua boneca vivem o ciclo de crescimento da “menininha” e sua “mãe”, também menina.

 

Ficha técnica:

 

Roteiro: Laura Castro e João Cícero/ Direção: João Cícero / Supervisão: João das Neves / Consultoria em Teatro de Animação: Magda Modesto / Músicas: Vinícius de Moraes, Toquinho, Chico Buarque e Edu Lobo / Elenco: Laura Castro e Marta Nobrega / Direção Musical e Piano: Filipe Bernardo / Cenário: André Castro / Iluminação: Dani Sanchez/ Figurino: Rodrigo Cohen / Preparação Vocal: Marcello Sader / Preparação Corporal: Kika Freire / Maquiagem: Amanda Britto / Fotos: Irene Nobrega/ Cenotécnico: Humberto Silva e Humberto Silva Jr. e equipe/ Parceria SENAI/CETIQT: Artes/indumentária – Assistentes de Figurino: Anouk Van Der Zee, Bianca de Carvalho e Marcela Fauth / Tecnólogo de Produção de Vestuário – Estagiários: Carmem Lúcia dos Santos Fernandes, Cassius Clay Frazão de Jesus, Cláudia Souza Ferreira, Elisabete Natalia Santos de Lima, Paulo Henrique de Almeida Vaz, Raphael Augusto Bernardino de Paulo e Zeneide Ferreira Diogo / Produção Executiva: Renata Peralva

Direção de Produção: JLM Produções Artísticas

 

 

14/03- Encontros Literários: Memórias de um Sargento de Milícias (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Indicação Etária: 12 anos

Duração: 90 min.

 

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

15/03- Rio de Janeiro: a cidade e o morro / Couro de gato de Joaquim Pedro de Andrade / Sete minutos (Cinema) – 15h

Indicação etária 16 anos

Duração: 74 minutos + 30 minutos de debate

    – Couro de gato de Joaquim Pedro de Andrade – RJ, 1960, Ficção, PB, 15 min.

    – Sete minutos de Cavi Borges, Júlio Pecly e Paulo Silva –  RJ, 2007, Ficção, Colorido, 7 min.

    – Tópicos urbanos de Ivana Mendes – RJ, 2005, Documentário, Colorido/PB, 52 min.

O programa discute a relação entre a cidade do Rio de Janeiro e a favela ao longo do tempo. O clássico Couro de gato, de Joaquim Pedro de Andrade, mostra com rara delicadeza a relação de meninos do morro em busca de gatos para vender em pontos diversos da cidade nos anos 1960. E Sete Minutos, de Cavi Borges, Júlio Pecly e Paulo Silva, traz a violência dos dias de hoje em um plano-sequência subjetivo de grande virtuosismo dramático. Completando o programa, o média-metragem Tópicos urbanos, de Ivana Mendes, conta a história da urbanização carioca, com informações preciosas para um debate consistente sobre o tema.

 

16/03- Pascoal Meirelles (Música/RJ)   

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

Compositor, arranjador e instrumentista é graduado pela Berklee University-Boston-EUA. Atualmente excursiona pelo Brasil com o show de seu recente CD

“Ostinato” – Pascoal Meirelles Sexteto, enquanto finaliza o novo CD do Pascoal Meirelles Trio-“ Dubai-Lima Guitar Project. É fundador do Grupo Cama de Gato que em 2010 completa 25 anos de carreira ininterrupta ao lado de Mauro Senise, Mingo Araujo, Jota Moraes e Andre Neiva. Como músico acompanhante, trabalhou e gravou com a nata da MPB brasileira destacando Elis Regina, Simonal, Maysa, Ivan Lins e João Bosco entre centenas de grandes outros nomes da nossa música.

Ficha Técnica:

Integrantes

Pascoal Meirelles – bateria

Alexandre Carvalho- guitarra

Sergio Barrozo- baixo acústico

 

24/04 – Pai e Filho / Pequena Companhia de Teatro (Teatro /MA) – integrante do projeto Palco Giratório-  15h

Indicação etária: a partir de 14 anos

Gênero: Drama

Duração: 60 min.

 

O espetáculo Pai e Filho é inspirado na obra literária “Carta ao Pai”, de Franz Kafka, utilizando uma linguagem crua e visceral para discutir as relações de poder, originadas na estrutura familiar e disseminadas na constituição sócio-cultural contemporânea. Na peça, um homem aprisionado e oprimido pelo poder do pai, procura enfrentá-lo, mas seu discurso não consegue quebrar a hierarquia familiar, impedindo que um diálogo aberto se estabeleça. A encenação disponibiliza um espaço para a discussão sobre o conflito de gerações e a relação de dependência utilizada no seio familiar como instrumento de poder.

Ficha Técnica:

Encenação E Dramaturgia: Marcelo Flecha/ Elenco: Pai – Cláudio Marconcine E Filho – Jorge Choairy / Produção Executiva E Percussão: Katia Lopes/ Iluminação, Cenário E Figurino: Marcelo Flecha / Trilha Sonora: Jorge Choairy/ Operador De Luz E De Trilha Sonora: Marcelo Flecha / Pintura Da Porta: José Moraes / Patina: Cláudio Jacaúna/ Fotos: Ayrton Valle/ Marcenaria: Josenilson Cantanhede/ Costureiras: Benedita Lima, Das Dores Martins, Iranilce Nogueira

 

25/04- Encontros Literários: Recordações do Escrivão Isaías Caminha (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Indicação Etária: 12 anos

Duração: 90 min.

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

26/04 – Cafundó (Cinema) – 15h

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 101 minutos + 30 minutos de debate

– Cafundó de Clóvis Bueno e Paulo Betti, PR, 2005, Ficção, Colorido, 97 min.

Cafundó parte da história real de João de Camargo (ex-escravo cuja trajetória passa pela Guerra do Paraguai) para fazer um retrato dos afrodescendentes e da religiosidade sincrética brasileira. Natural da região de Sorocaba (SP), Camargo se deslumbra com o mundo fora da escravidão e se casa com uma mulher branca. Ele passa a viver entre o quilombo local e a construção de uma igreja onde realiza milagres, misturando a fé católica a influências africanas.

       27/04- Pixin-Bodega (Música/RJ)     

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

O grupo Pixin-Bodega surgiu no final de 2010, quando jovens e experientes instrumentistas decidiram se reunir e chamar para si a responsabilidade de homenagear um dos maiores mestres da música popular brasileira: Alfredo da Rocha Viana Filho, mais conhecido como Pixinguinha. Sem dúvida, esta é a maior influência do grupo que, além de interpretar suas canções, conta histórias das músicas e da carreira deste grande artista. O repertório passeia por clássicos do choro como “Vou Vivendo”, “Santa Morena”, “Doce de Coco” e “Carioquinha”, e também explora peças não tão conhecidas do gênero, em versões que flertam com o jazz, o tango, o frevo e a funk music.

Ficha Técnica:

Lu Fogaça (voz) / Pedro Silva (Clarineta) / Jorge Mendes (Violão de 7 cordas)

Sérgio Zoroastro (Cavaquinho) / Luisinho Souza (Percussão)/ Almir Bacana (Percussão) / Lauro Mesquita (Percussão) / Carlos Vinícius (Bandolim)

 

19/06- Lambe – lambe / Cia Mútua (Teatro de AnimaçãoRS) – integrante do projeto Palco Giratório – 15h

Duração:2 a 4 minutos por encenação
Indicação Etária: 10 anos

O “Teatro Lambe-Lambe” é uma caixa cênica em miniatura, independente e itinerante, onde são encenados espetáculos de teatro de bonecos, de curta duração, geralmente assistidos por uma ou duas pessoas em cada sessão. O nome “lambe-lambe” faz alusão às antigas máquinas fotográficas que povoaram as praças brasileiras no início do século XX.

MissivaAs mensagens em garrafas estão pelo mundo, jogadas ao sabor das ondas. Que fim elas levam…vão ao fundo ou encalham? São profundas ou ‘algo que as valham’? Espetáculo inspirado nessas garrafas sem destino, que navegam pelos mares à procura de alguém que as decifre. A história é encenada dentro de uma garrafa e o público é convidado a espiar pelo gargalo. Toda a estética foi concebida a partir das cartas, bilhetes e recados recebidos pela autora.

 

Ficha Técnica:

Criação, roteiro, estética e animação: Mônica Longo/ Mecanismos e Iluminação: Guilherme Peixoto/ Sonoplastia: Fernando Spessatto/ Estrutura: Edson Wessler

 

Miragem –Inspirada livremente no texto “La Sed”, de Rafael Curci, Miragem é uma reflexão sobre as diversas ‘sedes’ que o ser humano sente nos desertos da vida. “É a alma hoje que está tão deserta. Morre-se de sede.” Saint-Exupéry. E você, tem sede de quê?

Ficha Técnica:

Criação, Roteiro e Animação: Guilherme Peixoto/ Esculturas, Figurino, e Estética: Mônica Longo/ Mecanismos e Iluminação: Guilherme Peixoto
Sonoplastia: Fernando Spessatto / Estrutura: Edson Wessler

 

El Viaje –As viagens são um meio para quem procura a transformação. Mas paradoxalmente, essa transformação potencia nossa essência, aquilo que verdadeiramente somos. E é sempre o amor (à vida, à outra pessoa, a si próprio) que nos motiva. Espetáculo lambe-lambe inspirado livremente na canção infantil “Manuelita, la tortuga”, da autora argentina Maria Elena Walsh.

Ficha Técnica:

Criação, roteiro, estética e animação: Laura Correa/ Acabamentos estéticos: Mônica Longo/ Mecanismos e Iluminação: Guilherme Peixoto

Estrutura: Marcelo Melo/Música: “Nostalgias” de Juan Carlos Cobián e “Adiós Nonino” de Astor Piazzola

 

20/06- Encontros Literários: Macunaíma (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Indicação Etária: 12 anos

Duração: 90 min.

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

21/06- Bye Bye Brazil (Cinema) – 15h

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 105 minutos + 30 minutos de debate

– Bye Bye Brazil de Carlos Diegues, 1979, Ficção, Comédia, Colorido, 105 min.

Salomé (Betty Faria), Lorde Cigano (José Wilker) e Andorinha são três artistas ambulantes que cruzam o Nordeste do Brasil com a Caravana Rolidei, fazendo espetáculos para camponeses, cortadores de cana, índios etc., sempre fugindo da concorrência da televisão. A eles se juntam o sanfoneiro Ciço (Fabio Junior) e sua mulher Dasdô (Zaira Zambelli), com os quais a Caravana Rolidei atravessa a Amazônia até chegar a Brasília, vivendo diversas aventuras pelas estradas do país.

 

22/06- Geraldo Jr. (Música/RJ)

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

Seguindo numa trajetória evolutiva, desde o “Dr. Raiz” – 2005 e “Calendário (O Tempo e o Vento)” – 2007, sempre processando e assimilados outras influencias a partir da sua identidade cultural, o cantor e compositor Geraldo Junior em seu novo show e álbum homônimo, “Warakidzã – Senhor do Sonho”, vai desde as músicas tradicionais até as mais contemporâneas. No show são apresentadas canções inéditas do novo álbum, músicas do Dr. Raiz, do Calendário e dos grupos de cultura popular tradicional, e ainda, performances de teatro e dança entremeando o show, tudo isso com os arranjos da nova formação do grupo.

 Ficha Técnica:Geraldo Junior: Voz, flauta, trompete, percussão e performances/Beto Lemos: Violão, viola, rabeca, violoncelo e vocal/Gabriel Pontes: Sax tenor, soprano, flauta e vocal/Ranier Oliveira: Sanfona, piano e vocal/Eduardo Karranka: Guitarras e vocal Filipe Muller: Violão, baixo e vocal/Francisco Gomide: Percussão/Cláudio Lima: Bateria e vocal

 

21/08- Zarak Show (Teatro/RJ) – 15h

Indicação etária: de 06 a 12 anos

Gênero: Circo/Teatro Infantil

Duração: 60 min.

 

O espetáculo é uma homenagem à tradição circense e ressalta a importância do trabalho do artista que foi predestinado a viajar o mundo para encantar as pessoas. Com números de mágica, faquirismo e malabares o espetáculo é uma

comédia que emociona ao revelar a importância da arte, da perseverança e do amor na trajetória dos seus personagens. Os atores circenses dão vida a Darius Kidrick e Ygor, dois irmãos gêmeos idênticos e siameses que recebem uma importante missão: realizar a turnê mundial do Zarak Show. O espetáculo circense é voltado para o público infantil, mas que encantará pessoas de todas as idades. Brincadeiras inteligentes, tiradas hilárias e muitos detalhes engraçados são um convite para o espectador passear pelo universo lúdico do circo e da comicidade.

Ficha Técnica:

Texto: Larissa Câmara/ Direção: Marcio Libar/ Elenco: Lucas Moreira e Fabricio Dorneles/ Sonoplastia e Trilha Sonora: CIRCO DUX / Direção de Arte: Raquel Theo/ Confecção do Caminhão RC e Bonecos: Renato Spinelli e Heloisa Dile (OBA Bonecos)/ Foto: Celso Pereira

Desenho de Luz: Guiga e André Luis Alvim/ Operador de som : Andre de Abreu

Projeto: Márcia Nunes e Circo Dux

 


22/08- Encontros Literários: São Bernardo (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Duração: 90 min.

Indicação Etária: 12 anos

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

23/08- O dragão da maldade contra o santo guerreiro (Cinema) – 15h

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 99 minutos + 30 minutos de debate

– O dragão da maldade contra o santo guerreiro de Glauber Rocha, BA, 1969, Ficção, Colorido, 99 min.

Numa cidadezinha chamada Jardim das Piranhas, aparece um cangaceiro que se apresenta como a reencarnação de Lampião. Seu nome é Coirana. Anos depois de ter matado Corisco, Antônio das Mortes (personagem do filme Deus e o Diabo na Terra do Sol) vai à cidade para ver o cangaceiro. É o encontro dos mitos, o início do duelo do dragão da maldade contra o santo guerreiro. Outros personagens vão povoar o mundo de Antônio das Mortes. Entre eles, um professor desiludido e sem esperanças; um coronel com delírios de grandeza, um delegado com ambições políticas; e uma linda mulher, que vive uma trágica solidão.

 

       24/08- Jongo da Serrinha (Música/RJ)    

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

O jongo em si é a estrela principal do show, que conta ao público a história do ritmo e do grupo, que cresceram juntos na Serrinha, berço do Império Serrano, uma das mais antigas e tradicionais escolas de samba. O Império nasceu no quintal da casa de Tia Maria, a mais antiga jongueira da comunidade – e ela mesma abre o show apresentando os tradicionais pontos e comandando, cheia de vitalidade com seis dançarinos e nove músicos.

A primeira parte é dedicada aos ritmos afro-primitivos e do folclore angolano como umbandas e vissungos, seguida por uma animada e contagiante roda de Jongo e, finalizando o show, “Sambas da Serrinha e do Império”, comprovando a grande influência do jongo no samba através de um repertório de partidos-altos, sambas de terreiro e sambas-enredo, entre eles o famoso “A Lenda das sereias”, de 1976, que voltou a fazer sucesso na voz de Marisa Monte.

Ficha Técnica:

Integrantes:Tia Maria do Jongo (voz) / Luiza Marmello (voz e percussão) / Lazir Sinval (voz) / Deli Monteiro (voz) / Anderson Vilmar (percussão) / Hamilton de Souza (cavaquinho) / Vinícius Bastos (percussão) / Tiago Lima (cordas)

Direção musical: Paulão Sete Cordas

 

25/09- Alienista – uma leitura esquizofrênica / Grupo Garbo (Teatro /RJ) – 15h

Indicação Etária: a partir de 13 anos

Duração: 60 min.

O famoso Dr. Simão Bacamarte ao estudar a psiquiatria tenta estabelecer as fronteiras entre a loucura e a razão. O médico começa então a ver traços de loucura em tudo e em todos, e interna quatro quintos da população. Eclode uma rebelião com o objetivo de destruir a Casa Verde. Vitorioso, Porfírio não derruba a Casa Verde; derruba o governo e assume o mandato supremo. Ambicioso e oportunista, busca o apoio do ilustre médico. O vice-rei manda uma tropa que restabelece a ordem. O alienista, fortalecido, promove uma generalizada internação dos golpistas e seus seguidores. A deparar-se com a imensa povoação do hospício, revê os fundamentos de sua teoria, e chega a uma conclusão impactante: loucos são os que não sofrem de desequilíbrio algum, e quem é desequilibrado é normal. Liberta todos da Casa Verde e interna os equilibrados. A estes dedica seus cuidados, e chega a acreditar na cura de todos ao desenvolver-lhes algum traço de desequilíbrio. Porém, insatisfeito, tenta descobrir algum espírito totalmente equilibrado, ou seja; louco. Reconhece em si a perfeição, e interna-se.

Ficha Técnica:

Concepção, Adaptação e Interpretação Gustavo Ottoni / Direção e Operação De Som e Luz Leticia Guimarães / Trilha Sonora Vinícius Alkaim E Guido Berenblum / Iluminação E Operação de Luz Marcio Leandro Oliveira

 

26/09- Encontros Literários: Memórias Póstumas de Brás Cubas (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Duração: 90 min.

Indicação Etária: 12 anos

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

27/09- O caminho das nuvens (Cinema) – 15h

Indicação etária 14 anos

Duração: 101 minutos + 30 minutos de debate

– O Caminho das Nuvens de Vicente Amorim, SP, 2003, Ficção, Drama, Colorido,100 min.

Romão, o pai, tem um sonho: um emprego que lhe pague mil reais por mês. Rose, a mãe, empresta ao marido analfabeto, porém sonhador, uma confiança total e apaixonada. Antônio, o filho mais velho, busca seu lugar no mundo enquanto descobre os segredos e dificuldades da adolescência em plena estrada. Os outros filhos do casal, com idades entre seis meses e dez anos, se deslocam sem muito entenderem o porquê, mas sem nunca perderem a alegria de viver. A família sai pela estrada em busca de uma vida melhor. Enfrentam fome, calor, cansaço e violência.

 

28/09- Blues Power (Música/RJ)

             Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

Quem nunca ouviu dizer que os melhores vinhos são os mais antigos, aqueles envelhecidos em barril de carvalho? Quem não já se estrepou porque não quis seguir os conselhos dos mais experientes? Pois é: para se chegar à razão é preciso caminhar, seguir adiante, enfim, por os pés na estrada. Na música não é diferente. Sérgio Rocha, Fábio Mesquita e o Marcio Saraiva são três músicos na idade da razão, no estágio correto do amadurecimento, e com larga rodagem. Trilharam diversos caminhos e hoje são parceiros na mesma estrada.

Após um período de inatividade, a banda Blues Power retorna aos palcos para esse reencontro prometendo um show especial e festivo! A novidade fica por conta do novo baterista, Marcio Saraiva, que atualmente também toca com o mestre Celso Blues Boy. A Banda que tem 2 CDs gravados, (Blues Power – 2003) e (Até o Fim da Estrada – 2006) foi pioneira na cena Blues Brasil com vendas de mp3 dos seus próprios shows gravados assim como fazem alguns artistas internacionais do gênero em seus respectivos sites.   Desde sua origem, em 1998, o Blues Power se destaca pela força de interpretação, onde os três músicos esbanjam categoria e entrosamento.

Ficha Técnica:

Sérgio Rocha (guitarra e voz) / Fábio Mesquita (baixo)  / Marcio Saraiva (bateria e vocais de apoio)

 

23/10- O amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas / Trupe Ensaia Aqui e Acolá (TeatroPE) – integrante do projeto Palco Giratório –  15h

Classificação etária: 12 anos

Gênero: Comédia

Duração: 90 Minutos

A peça é livremente inspirada no folhetim de Carneiro Vilela, A emparedada da Rua Nova, que dá conta da história de uma moça que teria sido segundo diz a lenda, emparedada viva pelo próprio pai depois que este descobrira sua gravidez escondida, na Recife do final do século XIX. Na versão teatral da Trupe Ensaia Aqui e Acolá os elementos que renderiam um melodrama de circo ganham delicioso contorno paródico, através do contraste entre um gênero sério e seu tratamento em chave cômica. Referências à cultura pop dão o sabor desta comédia que resgata o conto do imaginário popular para fazê-lo reviver de maneira crítica e bem humorada.

 

Ficha técnica:

 

Texto/Adaptação: Trupe Ensaia Aqui e Acolá / Encenação: Jorge de Paula Direção de Atores: Ceronha Pontes / Figurinos: Marcondes Lima / Maquiagem: Trupe Ensaia Aqui e Acolá / Assessoria Ana Medeiros / Cenografia: Jorge de Paula / Trilha sonora: Trupe Ensaia Aqui e Acolá / Elenco: Andréa Rosa, Andrea Veruska, Iara Campos, Jorge de Paula, Marcelo Oliveira e Tatto Medinni/ Iluminação: Sávio Uchôa/ Operação de luz: Sávio Uchôa e Dado Sodi/ Operação de som: Juliana Montenegro / Produção Executiva: Karla Martins e Juliana Montenegro.

 

24/10- Encontros Literários: Os dragões não conhecem o paraíso (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Duração: 90 min.

Indicação Etária: 12 anos

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

25/10- O que é isso companheiro (Cinema) – 15h

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 105 minutos + 30 minutos de debate

– O que é isso companheiro de Bruno Barreto, RJ, 1997, Drama, Colorido,105 min.

Em 1964, um golpe militar derruba o governo democrático brasileiro e, após alguns anos de manifestações políticas, é promulgado em dezembro de 1968 o Ato Constitucional nº 5, que nada mais era que o golpe dentro do golpe, pois acabava com a liberdade de imprensa e os direitos civis. Neste período vários estudantes abraçam a luta armada, entrando na clandestinidade, e em 1969 militantes do MR-8 elaboram um plano para seqüestrar o embaixador dos Estados Unidos (Alan Arkin) para trocá-lo por prisioneiros políticos, que eram torturados nos porões da ditadura.

 

26/10- Água Viva (Música/RJ) 

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

Formado em 2006, o Água Viva é um septeto de música popular contemporânea que tem como base a música instrumental e a canção brasileira, mescladas a diferentes vertentes e escolas musicais. Complexidades harmônica, rítmica e melódica, polirritmias e politonalidades, erudito, popular, regional, a liberdade de improviso do jazz e a riqueza rítmica da música latino-americana abrem um leque de estilos que formam a linguagem própria e inovadora do Água Viva.

Ficha Técnica:

João Bittencourt – piano e sanfona

Luciano Câmara – violão, guitarra e cavaquinho

Felipe Cotta – bateria e percussão

Mayo Pamplona – baixo elétrico e acústico

Aline Gonçalves – flauta, flauta baixo, flautim, clarineta, clarone e voz

Yuri Villar – sax soprano, alto e tenor

Marcelo Velon – na voz, fazendo um papel versátil: atuando ora como tradicional intérprete em canções, ora como mais um instrumentista junto aos sopros.

 

20/11- Amor Confesso / Cia Falácia (TeatroRJ) – 15h

Indicação Etária: a partir de 14 anos

Duração: 90 min.

Em cena dois atores, duas cadeiras, um autor, oito contos e uma questão: casar ou não casar? Os atores Claudia Ventura e Alexandre Dantas vão casar e, para comemorar essa união, resolvem montar uma peça: Amor Confesso. Para confessar esse amor escolhem os contos de Arthur Azevedo. Mas durante os ensaios descobrem que a maioria das histórias não têm final feliz. Agora eles estão no palco, horas antes da cerimônia do seu casamento, dividindo com o público a dúvida de casar ou não. Mais uma vez a vida e a arte se misturam.

 

Amor Confesso busca popularizar a obra de Arthur Azevedo, apresentando ao público o contista, mostrando a faceta menos conhecida do autor teatral de Amor por Anexins e A Capital Federal e do grande criador da tradição das Revistas de Ano. Sua obra retrata a cidade do Rio de Janeiro e seus costumes na passagem da Monarquia para a República e desperta em nós, leitores/público do século XXI, a surpresa de ver que as mazelas humanas e sociais se repetem mesmo depois de mais de 100 anos de sua morte.

 

Ficha Técnica: / Autor: Arthur Azevedo / Direção: Inez Viana / Elenco: Claudia Ventura e Alexandre Dantas  / Pianista: Roberto Bahal / Direção Musical: Marcelo Alonso Neves / Cenário e Figurino: Carlos Alberto Nunes / Iluminação: Paulo César Medeiros / Direção de produção: cia.falácia / Produção Executiva e Administração: Christina Carvalho / Assistente de direção: Luiz Antonio Fortes / Assistente de cenário e figurino: Gabrielle Windmüller

 

21/11- Encontros Literários: Água Viva (Literatura) – 15h

Mediadores: Ieda Magri, Júlia Studarte Manoel Ricardo de Lima

Duração: 90 min.

Indicação Etária: 12 anos

Encontros Literários é um projeto elaborado especificamente para a literatura brasileira. Durante os meses de março a novembro de 2012, serão realizados treze encontros com especialistas no tema para pensar, discutir e aprofundar obras e autores fundamentais na produção escrita nacional. O projeto é desenvolvido para ser uma atividade de estudo a partir de ações que entrelaçam cultura e educação, tendo em vista a ampliação de oferta de conteúdo qualificado para alunos e demais interessados.

 

22/11- A hora da Estrela (Cinema) – 15h

Indicação etária 14 anos

Duração: 96 minutos + 30 minutos de debate

    – A hora da estrela de Suzana Amaral, SP, 1985, Ficção, Colorido, 96 min.

Macabéa, uma jovem órfã, só no mundo, aos 19 anos. Analfabeta, ingênua e virgem, vem do nordeste tentar a vida em São Paulo. O filme mostra a história do encontro patético deste ser humano com as artimanhas da cidade grande. Macabéa é tão desastrada que o tempo todo ela dói por dentro. Não sabe, como os outros, que esta dor tem de ser dissimulada por baixo das máscaras sociais. Toma aspirinas para ver se passa. Veste então as máscaras, mas não lhe caem bem.

 

23/11- Íthaca (Música/RJ)     

Indicação Etária: 14 anos

Duração: 75 min.

Desde 2004 na estrada, a Íthaca é um grupo de jovens músicos cariocas que faz um som original, sincero e de qualidade. O projeto, que possui uma formação incomum, com um clarinete, um sax, um piano, uma guitarra, baixo, bateria e voz, percorreu um longo caminho e conseguiu, através de certa antropofagia cultural, misturar estilos e criar uma identidade própria. Com composições autorais, o grupo vai do rock ao samba, mesclando em suas músicas o jazz e os ritmos nordestinos como o baião, o frevo e o galope. 

Ficha Técnica:

André Valois – Piano / Pedro Silva – Clarinete / Leo Coura – Baixo/ Jorge Serpa – Violão / Gema – Bateria / Rafael Fischer – Sax / Hannah Mattsson – Voz 

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários em “ESCOLA VAI AO TEATRO ANO 4

  1. Poderia eu levar a minha filha para assistir a programacao ou e’ somente para escolas ?

    1. Pode sim Juan, a programação é direcionada a grupos escolares, mas está aberta gratuitamente a todo público. Alguns espetáculos da linguagem teatro tem quantidade limitada de público, por isso fique atento, e se necessário ligue para agendar.
      Abraços e apareça.

Os comentários estão encerrados.