Sugestões para uma melhor fruição do show da banda Caixa Preta

A banda “Caixa Preta” está no cenário musical desde 1999 e sua proposta musical chama-se JONGO CONTEMPORÂNEO e traz ainda no seu som e no seu repertório, sem nenhum pré-conceito, todas as tendências da música universal. Samba, funk, reggae, rock, jazz, bossa nova, choro, música erudita e o jongo convivem harmonicamente, gerando uma estética atemporal e, por isso, sempre moderna.

ANTES:

Ler o texto abaixo:

(caracterização do Jongo, já que a banda Caixa Preta se propõem a fazer uma releitura desta manifestação cultural)

O Jongo, manifestação cultural afro-brasileira, também conhecido como Caxambu, é uma forma de expressão que integra percussão de tambores, canto e dança. O Jongo/Caxambu, presente no Sudeste brasileiro, fez o caminho do café e da cana-de-açúcar, praticado pelos negros de origem bantu, trabalhadores escravizados nas lavouras da região.

Proclamado Patrimônio Cultural Brasileiro em novembro de 2005 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Jongo/Caxambu foi registrado no Livro das Formas de Expressão. O registro, reivindicado e conquistado por comunidades jongueiras do Sudeste, teve como base a pesquisa desenvolvida pelo Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular e como suporte a metodologia do Inventário Nacional de Referências Culturais.

Fonte: http://www.pontaojongo.uff.br/

Ouvir as músicas da banda Caixa Preta no “myspace”:

(o link abaixo segue para que os alunos possam ter um contato com o som da banda antes do show)

http://www.myspace.com/caixapreta

Ver vídeos no “youtube”:

(os vídeos recomendados corroboram e complementam o texto supracitado, auxiliando na compreensão do Jongo como manifestação cultural, além de denotar algumas figuras importantes na preservação deste patrimônio)

Danças Brasileiras do Canal Futura (3 partes)

http://www.youtube.com/watch?v=jXbEhFrNXMM&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=Y9afQa7Il9Y&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=XkzJJhyznOk&feature=related

Jongo com Mestre Darcy:

http://www.youtube.com/watch?v=mLSixyqOloY&NR=1

DEPOIS:

Assistir aos filmes:

(estes filmes são alguns dos que compõem o fichário “O Jongo na Escola” lançado pelo Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu com o objetivo de salvaguardar o Jongo/Caxambu)

Salve Jongo! Direção: Pedro Simonard. 2005;

Jongo do Sudeste. Dossiê do Jongo, IPHAN. 2005;

Memórias do Cativeiro. Direção: Guilherme Fernandes e Isabel Castro. LABHOI UFF, 2005;

Se eles soubessem… Direção: Paulo Carrano. Observatório Jovem UFF, 2006;

Sementes da Memória. Direção: Paulo Carrano. Observatório Jovem UFF, 2006;

Sou de Jongo. Direção: Paulo Carrano, 2009.

 

Ler e utilizar o livro:

Escrito por jovens historiadores da UFF, e organizado pelas professoras Hebe Mattos e Martha Abreu, é uma obra do LABHOI (Laboratório de História Oral e Imagem), do NUPHEC (Núcleo de Pesquisas em História Cultural), do Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu, ambos da Universidade Federal Fluminense em parceria com o CNFCP (Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular), órgão pertencente ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) – MinC (Ministério da Cultura).

(este livro didático também faz parte do fichário “O jogo na Escola” e vem complementar o ensino da cultura afro brasileira nas escolas em conformidade com a Lei 10639/2003)

“Pelos caminhos do Jongo e do Caxambu: História, Memória e Patrimônio” – Niterói: UFF. NEAMI, 2008.

Entrar em contato com o Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu para adquirir o Fichário supracitado e obter maiores informações sobre esta manifestação cultural em:

http://www.pontaojongo.uff.br/

 

PARA FAZER DOWNLOAD DE VÍDEOS DO YOUTUBE, SUGERIMOS O SEGUINTE LINK:

http://baixaki.com.br/categorias/342-ferramentas-para-o-youtube.htm

 

Anúncios