DANSER – 3º Encontro de Danças

DANSER

 ESPETÁCULOS + DEBATE + OFICINA + INTERCÂMBIO



3º Encontro de Danças

27/05 (Sexta-feira) 15h – Espetáculo “9+1” (Cia Urbana de Dança)

INTEGRADO COM O PROJETO “ESCOLA VAI AO TEATRO”

A soma é líquida e certa: 9 + 1 é o novo espetáculo da Cia Urbana de Dança que comemora em cena seu quinto ano de intenso e bem-sucedido trabalho como poderá ser conferido no “DanSer”. Cabala à parte, nove é o número de dançarinos que continua a promover uma tradução ímpar do legítimo hip-hop urbano em trânsito aberto com a dança contemporânea.  A coreógrafa Sonia Destri é a unidade complementar que continua a investigar as possibilidades do movimento surgido nas ruas das metrópoles como caminho natural. 9 + 1 surgiu da vontade de pensar em nova sonoridade e nova movimentação. Ou melhor, continuar usando a movimentação urbana como meio e não como resultado final. Os dançarinos da Cia. Urbana de Dança se afirmam como sujeitos a partir de suas trajetórias como afro-latinos, brasileiros e jovens, vindos das periferias da cidade do Rio de Janeiro, ao trazerem para o espetáculo uma leitura particular de movimento.

Classificação Etária: livre

Duração: 45 min.

 28/05 (Sábado) 18h30 – Espetáculo “Leve” (Coletivo Lugar Comum/PE) – integrante do projeto Palco Giratório

O espetáculo “Leve” transporta para a cena as sensações, os sentimentos e os questionamentos do ser humano diante da morte. O trabalho foi criado sob a perspectiva de quem viveu a perda, a partir das vivências das criadoras-bailarinas Maria Agrelli e Renata Muniz. A concepção do espetáculo surgiu das reflexões das duas artistas, que lidavam de forma diferente, e até mesmo divergente, sobre a perda de pessoas próximas. As variadas perspectivas de encarar a morte serviram de suporte para a criação de Leve, abarcando a complexidade e intensidade do tema proposto. As sensações de impotência, saudade, dor, raiva, desespero, vazio, alívio se mesclam na cena do espetáculo, desvelados pelo corpo das bailarinas e pelo ambiente criado para este trabalho. Um espetáculo-instalação de dança que une coreografia e improvisação, propondo a imersão do público em uma atmosfera mística, intimista e lúdica.

Classificação Etária: 14 anos

Duração: 45 min.

28/05 (Sábado) 19h15 – Pensamento Giratório com o Coletivo Lugar Comum (PE) e a coreógrafa  Marta Bastos da Cia Khoros (RJ)

Tema: Um corpo para cada criação

Logo após o espetáculo será realizada uma mesa de debate em que Liana Gesteira, Maria Agrelli, Renata Muniz e Luciana Raposo, do Coletivo Lugar Comum, junto com uma convidada local, a coreógrafo  Marta Bastos da Cia Khóros (RJ) abordarão a  construção de um corpo para cada trabalho artístico. Para esse debate será proposto uma reflexão tanto da perspectiva da preparação corporal e da elaboração de movimentos para um espetáculo, como da formação da equipe de profissionais envolvidos na criação. Entendendo que cada proposta de criação demanda diferentes proposições corporais e diferentes criadores, que devem ser definidos a partir do tema a ser trabalhado em cena.

Duração: 60 min.

29/05 (Domingo) 18h30 – Espetáculo “Radiografia Carioca” (Cia Khóros / RJ)

“Radiografia Carioca”, numa viagem tão atemporal quanto bem humorada, faz alusões a lugares, histórias, costumes, tradições do Rio de Janeiro, que escorre em samba, religião e cultura sobre os trilhos da cidade maravilhosa. Trilhos às vezes de asfalto, chamados: Brasil, Suburbana, Santa Cruz, onde muitos bondes também já cruzaram um dia seus caminhos. Viagem essa que radiografa seu subúrbio, que para nós é carioca da gema e que também com ele traz no seu conceito uma concepção nada rígida desse subúrbio, mas que destaca um traço de identidade das pessoas que nascem e se criam por aqui, no seu jeito peculiar de ser. Nesta criação, tivemos como ponto de partida a rede ferroviária que nos serviu de inspiração para investigar as características do subúrbio.

Classificação Etária: livre

Duração: 45 min.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em DanSER, Escola vai ao Teatro, TEATRO ESCOLA SESC. Bookmark o link permanente.